Tamanho da letra: A+  |  A-
 
  VOCÊ É FELIZ?

As relações, mais
do que ocupar
o tempo, são o
verdadeiro
alimento da
alma e do coração
JOÃO SATT* - PUBLICITÁRIO
Tenho pensado muito nesta pergunta, que na verdade tem um ponto crucial: a felicidade existe? Agora, já são duas perguntas, aí surge a terceira e, naturalmente, a mais difícil de responder: O que é a felicidade?
O convite para falar sobre “felicidade” me provocou esses questionamentos. Gelei! Afinal, a velha fórmula de apresentar filmes publicitários não seria suficiente. Meu desafio era compreender de que forma as marcas participavam, ou não, efetivamente da vida das pessoas. Foi uma experiência gratificante e diferente pensar a partir das pessoas, dos seus vazios emocionais _ a causa de boa parte das euforias consumistas. Refletir por que a necessidade de beber água acaba gerando o desejo de tomar um refrigerante gelado. As palestras sempre geram mais ganhos para o palestrante do que para a plateia. Cresci escutando meu pai dizer: “Quem ensina aprende duas vezes”. Sabia que não poderia inundar minha apresentação de teorias, gráficos, setas. Era necessário ir mais fundo, porque a vida de todos é feita de verdades. Queiramos ou não, os impactos das circunstâncias, do contexto no qual estamos inseridos, em nenhum momento deixam de ser capturados pelo nosso radar. O inconsciente está gravando tudo, todo o tempo, e muitas das nossas respostas vêm dele. Buscamos o melhor, sempre! O 31 de dezembro é a maior expressão de busca coletiva de esperança do planeta. Ou você já viu alguém pedir que não aconteça nada de melhor no ano que vai nascer? Felicidade é a soma de momentos felizes, e momentos felizes são aqueles em que nos sentimos vivos, amados, compreendidos, abençoados e acarinhados pelo bem.
Comprar um carrão não deixa ninguém feliz, assim como comprar uma supercozinha. Quem disse que as pessoas estão comprando o que é produzido nas fábricas? Elas compram esperança de serem vistas num carrão, de terem mais carinho e boas conversas dentro de uma cozinha, a qual, por sinal, segundo pesquisas, é o mais importante espaço da casa. As pessoas compram esperança. O Félix da novela das nove arquiteta mil planos porque quer ser amado e reconhecido pelo pai. Desconsidere o personagem caricato e seja sincero: você quer algo diferente do que ser reconhecido e desejado? No final do dia, o que vale são os afetos que damos e recebemos, ter relações calorosas, que nos protegem da solidão e nos tornam mais tranquilos.
Está na hora de a propaganda construir mais significados para as marcas, transformando-as em instrumentos, palcos para que as pessoas _ não os consumidores _ possam fazer acontecer seus desejos, sonhos e uma menor solidão.

A primeira coisa que ficou clara para mim era que para falar sobre a felicidade precisava compreender que uma vida sem significados é como deserto árido. Não respira, não se emociona, não constrói afetos. As relações, mais do que ocupar o tempo, são o verdadeiro alimento da alma e do coração.. (ZERO HORA - RS)

 
  Nenhum comentário | deixar comentário  
Voltar ›
     
 
 
  Clique aqui para mandar um e-mail!
  FAMÍLIA É PRATO DIFÍCIL DE PREPARAR
 
  A NOBREZA DO SERVIR
 
  ERÓTICA É A ALMA
 
  O PRESENTE - FREI VENILDO TREVIZAN
 
  VOLTAR É SEMPRE UM RECOMEÇO
 
  Mais Artigos ›  
  CEREJAS DA VIDA
 
  O SENTIMENTO DE SAUDADE
 
  PODER E STATUS
 
  APROVEITA ENQUANTO DURA
 
  Eu não quero ter razão, eu quero é ser feliz!
 
  Mais Crônicas ›  
Sintonia Comunicações Ltda
CNPJ: 005.967.432/0001-90