Campo Grande, 24 de outubro de 2018

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Artigos

Artigos • 18 set, 2018

Adeus Lava Jato (Dirceu Pio)


Quero informar a meus leitores que não uso maconha, drogas, não tomo remédio tarja preta e não escrevo sob efeito de qualquer aditivo extra, de modo que este artigo é produzido à luz da minha razão e lucidez….

  Começo por dizer que a Lava Jato foi longe demais, ou melhor, foi além de tudo aquilo que os corruptos jamais imaginaram ou desejaram que ela fosse.

Por isso mesmo, ela passou a enfrentar, velada ou expressa com todas as letras, fortíssima oposição nos três poderes da República (Legislativo, Executivo e Judiciário) e também em vários segmentos da imprensa e em inúmeros canais da internet.

Eu não tenho mais nenhuma dúvida que há uma conspiração no ar e que as forças corruptas e corruptoras se juntaram e se articulam para golpear a Lava Jato e toda e qualquer iniciativa com pretensões de combater a corrupção.

Toda atenção será pouca: as forças da corrupção não vão querer perder a grande oportunidade de atingir seu intento num ano eleitoral.

URNAS ELETRÔNICAS

Qual será o instrumento delas? Simples e óbvio: vão usar as urnas eletrônicas!!!

Antes de expor meus argumentos, falo de algo que tem me deixado perplexo: a desinformação que ainda reina soberana entre jornalistas, alguns famosos, como Vera Magalhães, que ainda hoje (17-09) fez críticas pesadas a Jair Bolsonaro por suas preocupações, manifestas no leito hospitalar, com a fraude que certamente virá pelas urnas eletrônicas.

É incrível como muitas pessoas, sobretudo os profissionais da informação, não sabem aproveitar sequer um décimo do manancial jornalístico extraordinário da internet.

Quem faz um aproveitamento razoável e criterioso dele, como eu, sabe dizer com certeza que a fraude foi preparada sim e deve ser acionada para favorecer o candidato a presidente mais comprometido com o golpe à Lava Jato e com a libertação e o indulto de sentenciados, a começar pelo Ladrão-Mor, preso em Curitiba.

SEI APROVEITAR O MANANCIAL

Por que esta minha certeza? Porque pesquisei muito o assunto “urnas eletrônicas” e descobri coisas assustadoras e chocantes!

Vi o esforço hercúleo do Tribunal Superior Eleitoral, o TSE, para comprar 70 mil urnas da venezuelana Smartmatic, seja “ajeitando” uma licitação para que ela vencesse, seja entregando a ela, sem nenhuma necessidade, a criptografia de todo o sistema eleitoral brasileiro, mesmo sabendo, é claro, que os três “donos” da empresa são estrangeiros e, portanto, não submetidos às leis brasileiras do sigilo contratual…

E o TSE fez mais: inventou todo um roteiro de testes por especialistas para “provar” que as urnas eletrônicas são seguras e não fez absolutamente nada com a denúncia do professor Diego de Freitas Aranha, da Unicamp, que testou e reprovou as urnas eletrônicas, tanto as da Smartmatic (70 mil) quanto as da americana Diebold (530 mil)… ”Sim, podem ser violadas”, disse Diego Aranha.

Continue lendo 




Deixe seu comentário