Campo Grande, 18 de novembro de 2019

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Artigos

Artigos • 11 set, 2019

Mais limpeza (artigo/Dirceu Pio)


Os caminhos a percorrer pelo governo de Jair Messias Bolsonaro estão minados e assim continuarão até o último dia deste mandato. Por mais forte que tenha sido o movimento que o elegeu, não foi suficiente para promover uma limpeza ampla, geral e irrestrita das instituições que ainda permanecem com um forte grau de contaminação pelas práticas deletérias e perversas do passado….

Serão necessárias mais duas ou três eleições – e sem retrocesso – para que possamos ter um governo democrático, liberal e desenvolvimentista, e em ritmo acelerado, com que sonha a maioria da população brasileira.

Se bem entendi, é isso o que o filho Carlos Bolsonaro quis dizer com o seu controverso texto no twitter.

PACIÊNCIA, MUITA PACIÊNCIA

Que os eleitores do presidente se preparem para apoiar um governo cauteloso, impregnado de avanços e recuos e de conquistas moderadas…É assim que será !

O que é recomendável para as circunstâncias ? Enfrentar um STF contaminado pela presença de Dias Tóffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio de Mello ou fazer pequenas concessões em troca de governabilidade ?

O que fazer com um TSE do mesmo modo contaminado, até por influência da banda podre do STF ? Brigar ou tolerar ? Já seria uma grande conquista se ao menos tivermos a substituição das urnas eletrônicas, com a volta do voto impresso…

DEZ MESES DIFÍCEIS

Esses quase dez meses de governo demonstraram o quanto é difícil manter uma relação decente com Câmara e Senado ainda controlados pela “banda larga” da corrupção. Dadas as dificuldades, pode-se dizer hoje que houve progresso na relação, com a drástica redução do fisiologismo e uma brusca queda do famoso “toma-lá-dá-cá”.

Ainda assim, é de se prever que nessa relação o céu continuará tempestuoso…de um lado, temos deputados e senadores que querem o fim do combate à corrupção, e de outro temos um presidente eleito com a promessa da dar combate sem tréguas a corruptos e corruptores…

Já há quem diga que o governo capitulou e um sinal evidente disso foi o que ele fez com COAF…é gente de memória curta que, por certo, já se esqueceu de que, quem tirou o COAF de Sergio Moro, foi o Parlamento e sua transferência da Economia para o Banco Central foi feita com anuência do Ministério de Justiça e Segurança…

Se me perguntassem que nota daria a esses nove meses de governo Bolsonaro, não hesitaria em responder: dadas todas as dificuldades, esse governo merece 9,9 !




Deixe seu comentário