Campo Grande, 10 de dezembro de 2018

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Brasil

Brasil • 05 out, 2018

As horas que faltam


Com 39% de votos válidos, segundo pesquisa Datafolha de ontem, Jair Bolsonaro precisa crescer 11 pontos percentuais para ser eleito presidente no primeiro turno de domingo. É muita coisa, o tempo é curto mas a onda a favor dele está forte. Bolsonaro não foi, mas também não perdeu nada, já tendo se justificado a seus eleitores com um atestado médico. Pior para Haddad, que apanha de todos, tendo o desafio de resgatar os eleitores lulistas, composto de pobres, nordestinos e deserdados em geral, que estão se bandeando para o candidato da extrema direita.

O que os move? Não são propostas de políticas econômicas e sociais, que ele não as tem. Falando pelas redes sociais aos nordestinos ontem, Bolsonaro prometeu manter o Bolsa Família, que ele já esconjurou no passado, eliminando fraudes. Esta promessa remove montanhas. O que empurra este eleitorado para a extrema direita ainda terá que ser estudado. Por ora, enxergamos o que está na superfície, como o antipetismo, adubado pela campanha de Alckmin e pela manobra do juiz Moro com a delação de Palocci, e a força das fake news do esquadrão bolsonarista contra a esquerda e o candidato do PT. Só não dizem que petistas comem criancinhas, como se dizia dos comunistas no tempo da Guerra Fria.

Jornal do Brasil

Leia Mais »




Deixe seu comentário