Campo Grande, 16 de dezembro de 2019

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Campo Grande

Campo Grande, Política • 05 mar, 2018

Fechado com Chico Maia, Podemos formaliza “compromisso de aliança” com o PDT


Entendimento entre os dois partidos foi divulgado na tarde desta segunda-feira em Campo Grande; Podemos quer vaga ao Senado para ex-presidente da Acrissul em chapa desenhada em torno de Odilon de Oliveira

Humberto Marques e Claudio Claujus – Campo Grande News

Pré-candidato ao Senado, Chico Maia (ao centro) participou de acordo com o PDT visando a formação de chapa nas eleições deste ano. (Foto: Kleber Clajus)

Podemos e PDT anunciaram na tarde desta segunda-feira (5) um “compromisso de aliança” ara as eleições deste ano em Mato Grosso do Sul. O acordo, considerado certo por lideranças dos dois partidos, deverá ser oficializado no fim de julho, quando acontecerá a convenção estadual pedetista –que deve homologar o nome do juiz federal aposentado Odilon de Oliveira como candidato ao governo do Estado.

O Podemos, por sua vez, reforçou a disposição de lançar ao Senado o ex-vereador e ex-presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Chico Maia. A candidatura já havia sido defendida pelo partido –que, no entendimento com o PDT, abre mão de inscrever o seu presidente regional, o empresário Cláudio Sertão, na corrida pelo comando da administração estadual.

“A junção era natural. Quero dar minha contribuição”, declarou Maia, ao lado de Odilon e Sertão, em ato no qual também participou o presidente regional do PDT, João Leite Schimidt, e o deputado federal pedetista Dagoberto Nogueira Filho, entre outras lideranças.

No ato, Odilon reforçou que o Podemos firmou o compromisso de aliança atendendo a requisito de não ter integrantes envolvidos em escândalos de corrupção.

Proporcionais – Ainda conforme Odilon, o PDT segue em busca de novos aliados ao mesmo tempo em que realiza análises internas quanto ao número de possíveis candidatosa deputado estadual e federal. A relação já contaria com cerca de 100 possíveis indicados –o número final dependerá o total de partidos coligados.

A expectativa dos pedetistas é que, até o fim deste mês, ter a relação de possíveis candidatos finalizada. Trabalho semelhante também é feito no Podemos.




Deixe seu comentário