Campo Grande, 19 de outubro de 2018

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Campo Grande

Campo Grande, Política • 05 jun, 2018

Redução do ICMS do diesel deve reaquecer economia em MS, diz Mara Caseiro


IMG-20180605-WA0042.jpg

 

A deputada estadual Mara Caseiro (PSDB) comemorou nesta terça-feira (5) a redução do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do diesel e afirmou que a medida, aprovada hoje pela Assembleia Legislativa, deve reaquecer a economia de um modo geral em Mato Grosso do Sul.

A proposta, entregue esta manhã à Casa pelo governador Reinaldo Azambuja, e apreciada sob regime de urgência, derruba a alíquota de  17% para 12%.

“Apesar da crise, o governador foi sensível e fez essa redução do imposto. Isso com certeza vai refletir no setor produtivo, promovendo maiores investimentos, emprego e renda em Mato Grosso do Sul”, comentou a parlamentar.

De acordo com ela, a maior expectativa agora é que a redução do ICMS sobre o diesel chegue de fato às bombas dos postos de combustível, beneficiando de forma rápida o consumidor.

“Infelizmente em 2015 houve a mesma redução da alíquota, mas isso não se refletiu nos postos de combustíveis. Agora, há uma boa conversa com as entidades que representam o setor, para que o preço caia e o usuário possa usufruir o mais rápido possível essa queda do imposto”, apostou a deputada.

Mara Caseiro ressaltou que o desconto nas bombas pode chegar a R$ 0,60, tornando Mato Grosso do Sul um dos estados com melhor preço do diesel no Brasil.

O anúncio da redução do ICMS do diesel foi feito pelo governador no dia 29 de maio, com a condição do encerramento da paralisação dos caminhoneiros, que já durava 9 dias, e o compromisso de queda dos preços na bomba.

Hoje, após reunião com os deputados estaduais e entrega do projeto que determina a redução da alíquota, o governador do Estado falou sobre a expectativa de aquecimento da economia.

“Competitividade significa aumento de consumo e aumento da demanda, o que deve recompor um pouco as perdas de ICMS com um volume a mais vendido em Mato Grosso do Sul e a circulação de mercadorias. Uma coisa importante é a ampliação dos investimentos mais competitivos, que acaba abrangendo os setores de transportes, produtivo, importação e exportação, industrial e comércio”, avaliou Azambuja.

O governo federal também determinou redução de R$ 0,46 no preço do litro do diesel, mas o desconto ainda não chegou à maioria das bombas de combustíveis brasileiras, o que é esperado nos próximos dias.

Isso porque a maioria dos estabelecimentos ainda deve ter em estoque o combustível adquirido com o preço antigo.

Fernanda França

Assessoria de Imprensa
Deputada Estadual Mara Caseiro
(67) 3326-4016 / 9 9281-4000 / 9 8142-4540
Imagens: Gabriela Rufino



Deixe seu comentário