Campo Grande, 21 de agosto de 2018

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Cidades

Cidades • 08 fev, 2018

Investigado pela Polícia Federal, André retoma pré-campanha depois do Carnaval


Nos dias 16 e 17 de fevereiro, o ex-governador e as lideranças do MDB estarão nas cidades de Naviraí e Nova Andradina, segundo a assessoria

08/02/2018 – 08h10 – Conjuntura on line

 

Ato do MDB na cidade de Costa Rica – Foto Divulgação

 

O ex-governador e pré-candidato ao Governo do Estado André Puccinelli (MDB), retoma depois do Carnaval os encontros regionais do programa MS Maior e Melhor, lançado pelo partido para ouvir a população na elaboração de um Plano de Governo a ser apresentado nas eleições deste ano.

De acordo com a assessoria de imprensa do MDB, nos dias 16 e 17 de fevereiro, André e as lideranças do MDB estarão nas cidades de Naviraí e Nova Andradina.

Os prováveis adversários de André, caso ele seja homologado na convenção do partido, serão o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o juiz aposentado Odilon de Oliveira (PDT).

“Estamos apenas iniciando um programa amplo de conquistas. Queremos receber sugestões de todos os cidadãos que tenham compromisso com o futuro do nosso Estado”, afirmou o pré-candidato, lembrando que a elaboração do plano de Governo é o primeiro passo do projeto do partido.

“Primeiro temos que ouvir nossa gente, depois vamos cuidar das alianças e da formação da chapa de candidatos”, afirmou ele, dizendo que só então o partido vai cuidar da campanha eleitoral propriamente dita.

André lembrou que o programa MS Maior e Melhor é a demonstração clara de que o MDB terá candidato próprio ao Governo do Estado. “Vamos disputar o Governo com um bom plano de Governo e uma aliança forte. E, indicado pelos companheiros, aceitei o desafio e me tornei pré-candidato ao Governo”, insistiu.

Na sua avaliação os resultados positivos dos primeiros encontros, realizados na região Norte (Costa Rica e Coxim), “mostra que estamos no caminho certo, fortalecendo propostas e buscando caminhos novos para o futuro de Mato Grosso do Sul”.

 

PENDÊNCIAS JUDICIAIS

 

André, no entanto, tem pendencias judiciais por conta da Operação Lama Asfáltica, da Polícia Federal, que investiga desvio milionário de dinheiro público ao longo de seu mandato.

No começo do ano, a 3ª Vara da Justiça Federal de Campo Grande aceitou mais uma denúncia contra o ex-governador e outros 12 acusados de cometerem crimes de estelionato e contra o patrimônio público.

Os mesmos citados já tinham sido denunciados pela acusação de recursos públicos e lavagem de dinheiro.

De acordo com a denúncia do MPF (Ministério Público Federal), assinada pelo procurador Davi Marucci Pracucho no dia 3 de dezembro de 2017, Puccinelli, Giroto e o empresário João Krampe Amorim eram os comandantes da organização criminosa.

Com a relação dos três, fraudaram processos de licitação para direcionar qual empresa iria conduzir as obras seja da prefeitura de Campo Grande ou do governo do estado, quando Puccinelli esteve à frente da administração.

Entre as obras investigadas, o MPF e a CGU (Controladoria Geral da União) constatou irregularidades na implantação e pavimentação das rodovias MS-430 e MS-040, além no da construção do Aquário do Pantanal. As investigações fazem parte da Operação Lama Asfáltica que já teve cinco fases.




Deixe seu comentário