Campo Grande, 18 de julho de 2018

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Cidades

Cidades • 20 abr, 2018

TRÊS LAGOAS – UPA qualificada para atendimento antirrábico e antitetânico


A coordenadora do Setor de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, enfermeira Humberta Azambuja, esteve recentemente na Unidade de Pronto Atendimento – UPA 24 horas, onde participou de encontro de atualização de conhecimentos.
A reunião, com a equipe de enfermeiras e técnicas de enfermagem, com a presença do coordenador da UPA, Jefferson da Silva Santos, teve a finalidade de atualização de conhecimentos sobre “os adequados procedimentos no atendimento às vítimas de ataques e mordidas de animais e também às vítimas de acidentes com ferimentos expostos”, informou Humberta.
© Divulgação
“A atualização foi para orientar a equipe sobre a necessidade de vacina ou soro antirrábico ou os dois, assim como nas ocorrências de acidentes com ferimentos, onde as vítimas também precisam de adequada profilaxia contra o tétano”, resumiu a enfermeira.
Por exemplo, como explicou a coordenadora de Imunização da SMS, o soro antirrábico deve ser aplicado de imediato, quando do acidente grave decorrente de ataque e mordida de animal desconhecido e a vacina antirrábica deve ser aplicada também se o acidente com animal aconteceu no espaço de sete dias.
© Divulgação
As orientações são baseadas nas normas técnicas da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), do Ministério da Saúde, para profilaxia da raiva humana e tétano.
Nos acidentes graves de mordida de cachorro ou gato, a SMS recomenda que a vítima seja encaminhada, de imediato, à UPA 24h ou ao Pronto Socorro do Hospital Auxiliadora, onde existem equipes devidamente capacitadas para atendimento. “Os leves, que não necessitam de soro, podem ser atendidos nas Unidades Básicas de Saúde”, completou a enfermeira Humberta.
PROFILAXIA
“Dependendo do caso, não é só o curativo dos machucados das mordidas que deve ser feito. Conforme a avaliação médica, há necessidade também da aplicação de soro antirrábico e até de vacina antirrábica para humanos”, informou Humberta.
Como explicou a enfermeira, coordenadora do Setor de Imunização da SMS, o soro tem efeito preventivo imediato. A vacina possui tempo adequado para imunização de doenças no organismo.
Apesar de estar praticamente erradicada no Brasil, a raiva em humanos é uma doença grave e pode levar à morte em quase 100% dos casos. Os principais sintomas em humanos são: coceira, dor de cabeça e coma.
Segundo as orientações do Ministério da Saúde, nos animais, pode haver muita salivação, mudança de comportamento, que deve ser observado por dez dias após a ocorrência da mordida.
A Secretaria Municipal de Saúde de Três Lagoas possui doses de vacinas e soro antirrábico e antitetânico na UPA 24 horas e no atendimento de Pronto Socorro do Hospital Auxiliadora.
Na oportunidade, a enfermeira Humberta também orientou os profissionais da UPA sobre a aplicação do soro antitetânico e a vacina antirrábica para acidentes leves, com animais observáveis e, na continuidade do tratamento, em acidentes graves.
“A prevenção, por meio da vacina e do respectivo soro, torna-se necessária, principalmente, quando o paciente não possui histórico vacinal contra o tétano, que comprove estar imunizado”, ressaltou a enfermeira Humberta.
Fonte: ASSECOM



Deixe seu comentário