Campo Grande, 18 de novembro de 2018

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Cidades

Cidades, Política, Saúde • 24 ago, 2018

Caravana da Saúde: mais de 500 mil atendimentos em 3 anos e meio


 

 

A Caravana da saúde é muito mais que um grande mutirão de atendimento. Dentro do plano de reestruturação da saúde proposto e cumprido pelo governo Reinaldo Azambuja, foram investidos mais de  R$ 75 milhões nos atendimentos em regime de mutirão.

A Caravana da Saúde reduziu uma fila de 50 mil pacientes nas 11 microrregiões do Estado. (Coxim, Ponta Porã, Paranaíba, Nova Andradina, Aquidauana, Campo Grande, Três Lagoas, Dourados, Corumbá, Naviraí e Jardim). Os pacientes aguardavam há anos cirurgias oftalmológicas, ortopédicas, ginecológicas, de vesículas e hérnia, entre outras.

Foram mais de R$ 6 milhões de investimento em 538 caixas cirúrgicas que o Governo preparou com a Secretaria de Estado de Saúde para oferecer aos hospitais e que foram entregues em ações na capital.

Além dos mutirões realizados em todos os municípios através das microrregiões a Caravana  por onde passou foi deixando uma marca de reestruturação da saúde pública com a construção de hospitais, entrega de equipamentos e oferecimento regionalizado de serviços de alta complexidade.

Receberam os equipamentos os municípios de São Gabriel do Oeste, Coxim, Amambai, Corumbá, Dourados, Jardim, Nova Andradina, Aquidauana, Ponta Porã, Sidrolândia, Maracaju, Três Lagoas, Chapadão do Sul, Bataguassu, Paranaíba, Naviraí e Fátima do Sul. Para o Hospital Regional de Campo Grande o investimento foi de R$ 1,826 milhão.

No total, foram 850 mil procedimentos, incluindo 100 mil consultas e 34 mil exames, nas especialidades de dermatologia, odontologia, pediatria, neurologia, cardiologia e clínica geral. A maioria dos exames foi feita com equipamentos de diagnóstico por imagem, como ressonância magnética, tomografia computadorizada, raio-x digital, mamografia, ultrassonografia e eletrocardiograma.

Segundo a Secretaria de Saúde, em torno de 240 mil pessoas foram atendidas pela Caravana da Saúde. Neste ano o atendimento em regime de mutirão está focado nos alunos do quarto ao sétimo ano do ensino fundamental da rede pública de ensino, para diagnóstico de deficiência visual e auditiva, além da população, mulheres, com exames preventivos ao câncer de mama e útero.




Deixe seu comentário