Campo Grande, 26 de fevereiro de 2021

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 22 jan, 2021

Covid: Beto Avelar sugere prioridade na vacinação dos indígenas urbanos


 

O vereador Beto Avelar (PSD) participou hoje (22/01) da reunião que apresentou o andamento do plano de vacinação em Campo Grande. Durante o encontro que contou com a participação da vice-prefeita Adriane Lopes, do secretário de Saúde José Mauro Filho e do secretário de Governo Antônio Cézar Lacerda Alves, o parlamentar solicitou que a inclusão de indígenas urbanos no grupo prioritário de vacinação na Capital.

“São mais de 4 mil indígenas urbanos em nossa Capital. A saúde dessa população não é uma questão do local onde mora, se é na aldeia urbana ou na aldeia tradicional, mas sim de ser um povo indígena e estar no grupo mais vulnerável para a Covid-19”, explica Beto Avelar.

O secretário de Saúde José Mauro Filho destacou que a vacinação para a população indígena urbana é uma questão de redimensionamento da logística para remanejamento e reposição das vacinas para continuar obedecendo as recomendações do Plano Nacional de Vacinação elaborado pelo governo federal e o Ministério da Saúde.

Membro da Comissão de Acompanhamento da Compra de Vacinas com Eficácia Comprovada Contra a Covid-19 da Câmara Municipal, Beto Avelar destacou que o mandato está atento na fiscalização sobre os processos de compra, transporte, distribuição das vacinas para as unidades de saúde até o público que será imunizado.

“Tenho constatado o empenho do prefeito Marquinhos Trad e dos servidores da Saúde e segurança pública que estão envolvidos nesta primeira etapa da vacinação. Tudo tem ocorrido com a maior transparência e sem indícios de irregularidade. Com certeza, a vacinação será um sucesso em nossa Capital e a população vai ser beneficiada com proteção e mais saúde. Vamos fiscalizar para que não ocorra casos de gente furando a fila como aconteceu em outras cidades”, afirma Beto Avelar.

A compra de vacinas em caráter emergencial foi proposta pelo prefeito Marquinhos Trad e aprovada pela Câmara de Vereadores em conformidade com a Medida Provisória 1026/21 que tem o objetivo de facilitar a compra das vacinas, insumos e artigos necessários para a vacinação.

“Nosso trabalho tem viabilizado a vacinação para que o número de pessoas imunizadas e que Campo Grande possa retomar, com saúde, a geração de empregos e o crescimento econômico. Tudo tem ocorrido com a maior transparência. É dessa forma que Campo Grande vai avançar ainda mais nestes próximos anos”, conclui o vereador Beto Avelar.

Por Marcelo Pereira




Deixe seu comentário