Campo Grande, 21 de novembro de 2018

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 19 jun, 2018

Fábio Trad quer o debate para ampliar benefícios a pessoas com transtorno de espectro autista


 

A Câmara dos Deputados promoverá no próximo dia 5 de julho audiência
pública sobre o PLP 176/2018, que trata do Plano de Custeio da
Previdência Social para estabelecer alíquota diferenciada de
contribuição para as pessoas com deficiência, incluindo os autistas,
inscritos como segurados facultativos.

A iniciativa é dos deputados Fábio Trad (PSD/MS) e Luiz Couto (PT/PB),
membros da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência,
que promove a audiência, e contará com representantes do governo e da
sociedade civil.

Para Fábio Trad, trata-se de um projeto de grande relevância, pois
amplia a cobertura previdenciária da pessoa com deficiência e assegura
critério do artigo 201, da Constituição Federal, que estabelece que por
meio de Lei Complementar sejam definidos os requisitos e critérios para
a concessão de aposentadoria às pessoas com deficiência.

“Não somente a Constituição assegura este direito, como também menciono
a previsão do direito da pessoa com transtorno do espectro autista à
Previdência Social, artigo três, alínea “d”, da Lei 12.764, de 2012, que
trata da Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com
Transtorno de Espectro Autista”, defendeu. “No entanto, no debate sobre
a MPV 676, de 2015, editada pelo Governo Federal, bem como nas
discussões que se desenrolaram na Câmara dos Deputados no âmbito da
Reforma da Previdência, ficaram muitos questionamentos sobre o direito
de acesso à Previdência Social, por isso é importante aprofundar esse
debate com as instâncias jurídicas, políticas e sociais”, advertiu.

A audiência contará com as presenças do Secretário de Previdência do
Ministério da Fazenda, Marcelo Abi-Ramia Caetano; do Secretário Nacional
de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Marco Antônio
Pellegrini; da Presidente da Associação Brasileira de Autismo – ABRA,
Maria do Carmo Tourinho Ribeiro; da representante da Associação dos Pais
e Responsáveis Organizados pelos Direitos das Pessoas com Transtorno do
Espectro Autista – PRODTEA-MS, Carolina Spínola Alves Correa; do
Presidente do Conselho Brasileiro do Prêmio Orgulho Autista, Fernando
Cotta; do Delegado representante dos Autistas na Conferência Distrital
da Pessoa com Deficiência, Vinícius Mariano; do Diretor Jurídico do
Movimento Orgulho Autista Brasil, Edílson Barbosa; da Defensora Pública
Estadual de São Paulo, Renata Tybiriça; da Advogada da Comissão de
Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da OAB de Goiás, Tatiana
Takeda; e da Presidente do Colégio de Coordenadores Locais do MOAB-PB,
Karla Albuquerque.




Deixe seu comentário