Campo Grande, 17/01/2022

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 01 dez, 2021

Mara comemora curso de agronomia na UEMS de Mundo Novo


O campus de Mundo Novo da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) passa a contar com o Curso de Agronomia, de acordo com a deputada Mara Caseiro (PSDB), que comemorou a notícia em discurso na tribuna durante sessão desta quarta-feira (1).

De acordo com a parlamentar, a medida é de suma importância para a Região Cone Sul. “Ter esse curso atendendo toda aquela região vai trazer um benefício muito importante. Somos da agricultura, é nossa identidade, uma região muito agricultável, então vai beneficiar os nossos jovens que não vão mais precisar buscar alternativas em outros municípios e até estados”, ressaltou.

Segundo Mara, as inscrições para o primeiro vestibular que irá oferecer as vagas no novo curso vão até o dia 20 de dezembro, para cursar já em 2022. “Quero parabenizar o Governo do Estado e toda equipe a UEMS, em nome do reitor Laercio de Carvalho e todos da unidade Mundo Novo, que fazem um trabalho com muito amor, não tenho dúvida que vai trazer benefícios”, pontuou.

Moções

A deputada ainda aproveitou a fala para apresentar duas Moções de Congratulações para os novos membros da Academia Sul-mato-grossense de Letras. Os imortais são a crítica literária Ana Maria Bernardelli e o artista plástico Humberto Espíndola, que substituem, respectivamente, Lélia Rita de Figueiredo Ribeiro, falecida em 2020, e o acadêmico Wilson Barbosa Martins, falecido em 2018.

“Esse reconhecimento decorre de obras que expressam toda a riqueza da nossa terra. Em razão da importância de reconhecer grandes cidadãos do nosso estado, apresento essa moção, com merecida homenagem a esses grandes artistas”, comentou Mara Caseiro.

Currículos

A poeta, ensaísta, crítica literária e palestrante Ana Maria Bernardelli é graduada em Letras, professora especialista em Literatura Brasileira e Portuguesa. Musicista certificada pelo Centro de Artes do Rio de Janeiro. Formada em Língua e Literatura Francesa pela Université de Nancy, França. Membro da Comissão sul-mato-grossense de Folclore. Durante três décadas, de 1974 a 2000, exerceu o magistério desde o ensino básico até a Universidade – onde priorizou o ensino de Literatura Brasileira e Literatura Portuguesa. Publicou em 2014 a coletânea de poemas Emoções gota a gota, uma obra intertextual: poesia, pintura e música. Em 2017, coorganizou “101 Reinvenções”, uma Antologia de 101 poetas do MS, com poemas inspirados na poética de Manoel de Barros; em 2018, Prosas e Segredos da Morena, uma coletânea de contos baseados na cidade de Campo Grande MS; e “101 Reinvençõezinhas” – antologia de poemas infantis. Em 2020, lançou o livro de poemas: Na Trilha das Formigas.

Já Humberto Augusto Miranda Espíndola é escritor e artista plástico, primeiro Secretário Estadual de Cultura de MS (1987/90), detentor de relevantes prêmios culturais e artísticos. Autor do livro “Pintura e Verso” (Ed. Entrelinhas, 2017). É formado em jornalismo pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade Católica do Paraná. Também crítico de arte, é membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte. Representou o Brasil na 10ª e 11ª Bienal Internacional de SP (1969-1971), 2ª Bienal de Medellín (Colômbia, 1972), 36ª Bienal de Veneza (Itália, 1972), 1ª Bienal Ibero-americana (México, 1978), 1ª Bienal de Havana (Cuba, 1984) e 2ª Bienal de Cuenca.




Deixe seu comentário