Campo Grande, 25 de abril de 2019

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 01 fev, 2019

Mourão e a disputa na Câmara e Senado


A poucas horas da eleição na Câmara e no Senado, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, manteve hoje (1º) a isenção sobre o resultado da disputa. Segundo ele, cabe aos parlamentares a decisão. Mourão afirmou estar certo de que os escolhidos para os comandos das Casas legislativas estarão alinhados com as necessidades do país.

“É a hora dos políticos resgatarem sua credibilidade perante o país como um todo. É um momento bom para todos”, disse o vice-presidente.

Na mensagem do presidente Jair Bolsonaro que será lida na próxima segunda-feira (4), na abertura dos trabalhos legislativos, o governo federal ressalta suas prioridades, como a reforma da Previdência e o combate à corrupção.

Para Mourão, a disputa na Câmara deve confirmar a reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ). “O Rodrigo, acho muito bom, é um cara experiente e está comprometido com as reformas”, disse o vice-presidente. Maia foi presidente na legislatura passada e comandou a Casa durante toda a tramitação do texto que foi defendido pela administração de Michel Temer.

Senado

Segundo Mourão, o cenário no Senado é enigmático. Ontem (31), o senador Renan Calheiros (MDB-AL,) que comandou a Casa, teve sua candidatura para o cargo confirmada pelo MDB.

“Eu julgo que quem quer que seja eleito no Senado, estará antenado com as coisas que estão ocorrendo no país e as necessidades que o país tem”, afirmou Mourão.

Atendendo às recomendações médicas, Mourão disse que tem evitado conversar com o presidente para preservá-lo. Ao ser questionado sobre os telefonemas de Bolsonaro para os candidatos à presidência da Câmara e do Senado, o vice-presidente brincou: “Ele é um teimoso”.

Caroline Gonçalves – Agência Brasil




Deixe seu comentário