Campo Grande, 17/01/2022

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 03 dez, 2021

Nova Caravana da Saúde terá R$ 120 milhões para atender


Lançamento reuniu prefeitos e diretores de hospitais

Entre cirurgias e exames, 70 mil procedimentos médicos de média e alta complexidades serão realizados em Mato Grosso do Sul nos próximos 11 meses com a realização da nova etapa da Caravana da Saúde. O mutirão foi lançado pelo governador Reinaldo Azambuja e pelo secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, nesta quinta-feira (2) e deve durar até outubro do ano que vem.

“A pandemia paralisou as cirurgias eletivas e os exames em todo o Estado. Em 2020 e 2021, os hospitais tiveram que parar esses serviços para se dedicarem ao atendimento à covid-19. Nisso, criou-se um passivo enorme de pessoas aguardando na fila. Pelo menos 70 mil. Então, hoje retomamos a Caravana, contratamos hospitais públicos e abrimos o credenciamento para hospitais privados. Serão feitos 70 mil procedimentos, podendo chegar a 100 mil. Isso tudo bancado com recursos do Governo de Mato Grosso do Sul. São R$ 120 milhões disponíveis e se precisar de mais, colocaremos mais”, destacou o governador Reinaldo Azambuja.

Desta vez, a Caravana será realizada em duas modalidades: “Opera MS” e “Examina MS”, com atendimentos exclusivos em unidades hospitalares e clínicas médicas credenciadas pelo Governo do Estado. Até o momento, 39 estabelecimentos de saúde de 34 municípios aderiram à Caravana. Mas esse número pode crescer.

Os pacientes serão atendidos conforme a fila de regulação, explicou o secretário Geraldo Resende. “Várias cidades estão fazendo consultas e exames. E já temos cirurgias agendadas para serem realizadas. O quantitativo de recursos que temos (R$ 120 milhões) é suficiente para realizar mais de 100 mil procedimentos em todo o Mato Grosso do Sul”, ressaltou.

Nova Caravana da Saúde será realizada até outubro de 2022

A cerimônia de lançamento da nova etapa da Caravana da Saúde foi realizada na sede da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande, e contou com a participação de secretários estaduais e municipais; de deputados estaduais e federais; e de prefeitos e diretores de hospitais de todo o Estado.

Presidente da Assomasul e prefeito de Nioaque, Valdir Couto Junior falou do papel dos municípios na realização da nova Caravana da Saúde. “Vamos trabalhar em conjunto, os 79 prefeitos, disponibilizando a logística para os exames e cirurgias acontecerem de forma rápida, atendendo todos os pacientes, do pequeno ao grande município”, detalhou. 

Atendimento já está sendo feito, destacou Geraldo Resende

Procedimentos

Pelas duas modalidades da Caravana da Saúde, “Opera MS” e “Examina MS”, serão ofertados procedimentos cirúrgicos eletivos e ambulatoriais (exames) de média e alta complexidades. Entre as cirurgias feitas estão as ortopédicas, vasculares, oftalmológicas, de otorrinolaringologia e urológicas. No rol de exames aparecem ressonâncias magnéticas, tomografias computadorizadas, ultrassonografias, cardiovasculares, de cintilografia, endoscopia e colonoscopia.

Bruno Chaves, Subcom
Fotos: Chico Ribeiro




Deixe seu comentário