Campo Grande, 06 de maro de 2021

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 19 dez, 2019

União destina quase R$ 2 milhões para hospitais


Dos R$ 1.950.810 milhão repassados para Campo Grande, R$ 1.492.642 ficaram com o hospital

O governo federal destinará quase R$ 2 milhões para hospitais particulares de Campo Grande sem fins lucrativos que prestam serviços ao Sistema Único de Saúde (SUS). O valor, apesar de não ser grande, deve ajudar as unidades de saúde no final do ano. Do total, 76,5% será destinado somente a Santa Casa da Capital, unidade que já recebe anualmente cerca de R$ 294,8 milhões em recursos da União e da Prefeitura.

O repasse foi publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (18) e se refere ao Bloco de Custeio das Ações e Serviços Públicos de Saúde – Grupo de Atenção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar (MAC).

Conforme o documento, ao todo para Campo Grande foram destinados R$ 1.950.810 milhão, dos quais R$ 1.492.642 vão para a Santa Casa, R$ 136.789,00 para o São Julião, R$ 194.745,00 para a Maternidade Cândido Mariano, R$ 86.913 para o Hospital de Câncer Alfredo Abrão, R$ 27.946 para o Nosso Lar e R$ 11.775 para a Fundação Pio XII – responsável pelo Hospital do Amor.

Ao todo o governo federal destinou montante de R$ 200 milhões, “a ser disponibilizado aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios, em parcela única, conforme anexo a esta Portaria”, dizia trecho da publicação.

A Santa Casa, maior hospital de Mato Groso do Sul, também é a que mais recebe de órgãos públicos, tanto federal, municipal como estadual. Por ano o hospital recebe R$ 294.822.132,44. Apesar dos repasses, a dívida do hospital com instituições financeiras é grande.

Matéria do jornal Correio do Estado publicada em outubro deste ano aponta que a dívida estaria em R$ 300 milhões, contabilizando os juros dos empréstimos.Desde 2013, a Santa Casa da Capital está mergulhada em dívidas com agentes financeiros, em decorrência de empréstimos cujos valores só aumentam.

Para poder comprar medicamentos em outubro o hospital realizou outro empréstimo, desta vez de R$ 10 milhões, com o banco Daycoval. Além desse, o diretor-presidente da Associação Beneficente Santa Casa de Campo Grande (ABCG), Esacheu Nascimento, confirmou que a instituição hospitalar já tinha um empréstimo de R$ 140 milhões com a Caixa Econômica Federal (valor sem os juros). No caso da Caixa, as taxas são de 22% ao ano, e do Daycoval os juros são um pouco menores, de 12%.

De acordo com a publicação, caso o gestor local do SUS não efetue o repasse da verba aos hospitais o Ministério da Saúde descontará o “respectivo valor no Limite Financeiro do Grupo de Atenção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios”.

O Ministério da Saúde também determinou que o Fundo Nacional de Saúde adote as medidas para a transferência do montante. Os recursos orçamentários, ainda segundo o Diário da União, correrão por conta do orçamento do Ministério da Saúde, “devendo onerar o Programa de Trabalho Atenção à Saúde da População para Procedimentos de Média e Alta Complexidade”.

Além das unidades de Campo Grande, porém, outros 35 hospitais de Mato Grosso do Sul também terão a ajuda do governo federal neste fim de ano.

VEJA OUTROS HOSPITAIS BENEFICIADOS:

Anastácio – Hospital de Anastácio – R$ 13.086,00

Anaurilândia – Hospital Sagrado Coração de Jesus – R$ 6.848,00

Angélica – Associação Beneficente de Angélica – R$ 5.088,00

Bataguassu – Santa Casa de Bataguassu – R$ 13.271,00

Bela Vista – Hospital São Vicente de Paula – R$ 21.168,00

Bonito – Hospital João Bigaton – R$ 16.989,00

Brasilandia – Hospital Júlio Maia – R$ 11.697,00

Caarapó – Hospital São Mateus – R$ 18.824,00

Camapuã – Sociedade de Proteção à Maternidade e a Infância de Camapuã – R$ 8.650,00

Caracol – Hospital Beneficente Rita Antonia Maciel Godoy – R$ 5.000,00

Fátima do Sul – Hospital da Sias – R$ 41.874,00

Glória de Dourados – Hospital e Maternidade Nossa Senhora da Gloria – R$ 6.743,00

Guia Lopes da Laguna – Hospital Edelmira Nunes de Oliveira – R$ 8.407,00

Itaquiraí – Hospital São Francisco de Itaquirai – R$ 6.556,00

Jateí – Hospital Santa Catarina – R$ 5.000,00

Mundo Novo – Hospital Beneficente Dr Bezerra De Menezes – R$ 14.614,00

Novo Horizonte do Sul – Hospital e Maternidade Novo Horizonte – R$ 5.000,00

Rio Negro – Hospital e Maternidade Idimaque Paes Ferreira – R$ 6.204,00

Sonora – Hospital Rachid Saldanha Derzi – R$ 12.667,00

Amambai – Hospital Regional Amambai – R$ 38.988,00

Aquidauana – Hospital da Cidade – R$ 121.716,00

Aquidauana – Hospitalar Geral Abram MS – R$ 18.531,00

Cassilândia – Santa Casa de Cassilandia – R$ 33.002,00

Corumbá – Santa Casa de Corumba – R$ 168.510,00

Costa Rica – Fundação Hospitalar De Costa Rica – R$ 35.997,00

Dourados – Missão Evangélica Caiuá – R$ 36.873,00

Dourados – Hospital Evangélico Dr Sra Goldsby King – R$ 48.582,00

Dourados – Hospital Cassems Unidade Dourados – R$ 6.383,00

Jardim – Hospital Marechal Rondon – R$ 17.186,00

Maracaju – Hospital Soriano Correa da Silva – R$ 54.605,00

Paranaíba – Santa Casa de Paranaíba – R$ 70.152,00

Paranaíba – Instituto Adelina Thiago Dias – R$ 22.534,00

Rio Brilhante – Hospital e Maternidade de Rio Brilhante – R$ 40.465,00

Três Lagoas – Hospital Nossa Senhora Auxiliadora – R$ 250.752,00

Por Dayane Albuquerque – Correio do Estado




Deixe seu comentário