Campo Grande, 18/07/2024 11:04

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Artigos

Artigos • 15 jun, 2024

E se eu tiver um ataque de pânico?


Um ataque de pânico é um episódio súbito de medo intenso que desencadeia severas reações físicas sem uma causa aparente de perigo real.

Pessoas que sofrem ataques de pânico podem sentir como se estivessem perdendo o controle, tendo um ataque cardíaco ou até mesmo morrendo. Os sintomas geralmente atingem o pico dentro de minutos e podem incluir:

Palpitações ou batimentos cardíacos acelerados.
Sudorese excessiva.
Tremores ou agitação.
Falta de ar ou sensação de sufocamento.
Dor ou desconforto no peito.
Náuseas ou desconforto abdominal.
Tontura, sensação de desmaio ou vertigem.
Calafrios ou ondas de calor.
Formigamento ou dormência.
Sensação de irrealidade (desrealização) ou de estar fora de si mesmo (despersonalização).
Como Agir Durante um Ataque de Pânico:

Se você estiver sofrendo um ataque de pânico, aqui estão algumas estratégias que podem ajudar:

1. Reconheça o Ataque

Compreenda que está passando por um ataque de pânico, não por uma emergência médica. Lembrar-se de que os sintomas são temporários pode ajudar a reduzir a ansiedade.

2. Controle a Respiração

Respire lenta e profundamente. Inspirar pelo nariz contando até quatro, segurar a respiração por um segundo e expirar pela boca contando até quatro pode ajudar a controlar a hiperventilação.

3. Pratique Técnicas de Grounding (focar no presente)

Concentre-se no presente usando técnicas de grounding: Observe o que está ao seu redor e identifique cinco coisas que pode ver, quatro coisas que pode tocar, três coisas que pode ouvir, duas coisas que pode cheirar e uma coisa que pode saborear.

4. Use Afirmativas Positivas

Diga para si mesmo frases calmantes como “Eu estou seguro” ou “Isso vai passar”. Tente racionalizar o processo. Isso pode ajudar a redirecionar seus pensamentos e diminuir a ansiedade.

5 . Visualize um Lugar Seguro

Imagine um lugar tranquilo e seguro, como uma praia ou um jardim. Focar nessa imagem pode ajudar a reduzir a sensação de pânico.

A terapia é uma forma eficaz de tratar ataques pânico. Ela ajuda a identificar e desafiar pensamentos negativos e comportamentos que alimentam o pânico. A terapia pode incluir exposição gradual a situações que provocam pânico, ajudando a reduzir a sensibilidade a esses Também envolve enfrentar gradualmente as situações ou estímulos que causam medo em um ambiente controlado, ajudando a reduzir a resposta de pânico ao longo do tempo.

A Terapia também ensina a aceitar pensamentos e sentimentos sem julgá-los ou tentar mudá-los, ao mesmo tempo que se compromete com ações alinhadas com seus valores pessoais. Isso pode ajudar a reduzir a ansiedade e a resposta de pânico.

Práticas de mindfulness, como a meditação, aumentam a consciência do momento presente e ajudam a reduzir a reatividade emocional, promovendo um estado de calma e aceitação.

Em alguns casos, a medicação pode ser necessária para controlar os ataques de pânico. Antidepressivos, ansiolíticos e outros medicamentos podem ser prescritos por um profissional de saúde mental para ajudar a controlar os sintomas.

Os ataques de pânico podem ser extremamente debilitantes, mas existem estratégias eficazes para lidar com eles e a terapia pode ser uma ferramenta crucial na gestão e superação desses episódios. Com o apoio adequado, é possível recuperar o controle e viver uma vida plena e satisfatória. Se você ou alguém que conhece está sofrendo de ataques de pânico, procurar ajuda profissional é um passo importante para a recuperação.

(*) Cristiane Lang é psicóloga clínica – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS




Deixe seu comentário