Campo Grande, 21/05/2024 13:25

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 16 maio, 2024

Campo Grande: TCE-MS fiscaliza a qualidade de obras de pavimentação


O Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul, por meio da Divisão de Fiscalização de Obras e Serviços de Engenharia e Meio Ambiente –DFEAMA, realizou na manhã desta quinta-feira, 16 maio, em Campo Grande, a fiscalização da pavimentação asfáltica das vias urbanas no bairro Nova Lima.

A equipe Técnica da DFEAMA, composta pelos auditores de controle externo, Michelle Gomes Macedo, Marcelo Esaki, Edson Borges e a engenheira civil, Claudeny Simoni Alves Santana, com apoio do laboratório móvel de obras rodoviárias do TCE-MS, percorreu 1480 metros (ida e volta) da via asfáltica localizada na Avenida Zulmira Borba, no bairro Nova Lima, seguindo a norma 008/2003, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

“Avaliamos se as obras de implantação de pavimento recém entregues, ou em fase de finalização, já possuem patologias como fissuras, trincas, dentre outros defeitos. É primordial que o pavimento entregue cumpra a finalidade prevista no contrato, garantindo ao usuário mais segurança e conforto”, ressaltou a coordenadora da fiscalização por auditoria, Michelle Gomes Macedo.

Na fiscalização foi utilizada a metodologia de Levantamento Visual Contínuo – LVC, que relaciona o quantitativo e o qualitativo dos eventuais defeitos apresentados na superfície da pista de rolamento do pavimento

Por ser uma fiscalização seguindo a metodologia de LVC, todo trabalho da equipe é realizado dentro de um veículo, onde os auditores observam se há patologias externas e, caso seja detectado algum defeito na via, a equipe colhe as informações para as devidas providências.

Em Campo Grande a fiscalização da pavimentação asfáltica teve início no bairro Nova Lima e  irá se estender para outras regiões da capital. “A princípio serão analisados seis contratos de obras de pavimentação asfáltica, a previsão é até o final de 2024 fiscalizarmos todas essas regiões. Nosso foco é garantir a entrega de um serviço de qualidade para a sociedade, prevenindo o desperdício do dinheiro público”, destacou Michelle.

Ainda de acordo com a auditora, as fiscalizações serão divididas em quatro etapas seguindo as especificidades de cada contrato das regiões.

Na segunda etapa será verificada a qualidade da massa asfáltica utilizada na execução de remendo tapa buraco das obras que estão em andamento. Na terceira etapa será a execução da implantação de pavimentação em andamento  com a retirada de amostra cilíndricas para verificação de espessura e da densidade máxima medida e, por fim, na quarta etapa a verificação será na execução de recapeamento.




Deixe seu comentário