Campo Grande, 25/06/2022

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 02 maio, 2022

Capitão Contar cobra soluções na saúde de Campo grande


Os campo-grandenses que dependem dos serviços de saúde pública têm encontrado diversos problemas com a falta de medicamentos em UPAS na Capital. As reclamações e a preocupação dos profissionais de saúde quanto a falta de diversos medicamentos fez com que procurassem o gabinete do deputado estadual Capitão Contar para denunciar essa falta de abastecimento.

“É inadmissível o que a população vem passando com a falta de medicamentos. Esse é um problema recorrente e que precisa ter uma resolução. A lista de medicamentos em falta é grande e também faltam itens utilizados nas salas vermelhas, necessários na estabilização de pacientes. Saúde é coisa séria, não pode esperar”, justificou Contar.

Entre os medicamentos em falta estão: furosemida, isordil, clopidogrel, salbutamol, amoxicilina, clavunato, bromoprida, ibuprofeno entre outros. Esse não é o primeiro requerimento que o parlamentar encaminha à Secretaria de Municipal de Saúde solicitando informações quanto a falta de medicamentos, aliás, as reclamações estão cada vez mais frequentes. Capitão Contar também solicitou providências para a manutenção dos prédios das unidades de saúde no CRS Coophavila ll e USF Estrela Dalva, em Campo Grande.

“Durante as últimas chuvas que aconteceram na Capital, ambas as unidades chegaram a ter os trabalhos prejudicados, por escorrer água entre as telhas, danificando diversos equipamentos de saúde. Por isso apresentei uma indicação pedindo urgência na manutenção desses edifícios. É revoltante saber que os sul-mato-grossenses estão sendo atendidos em um ambiente inapropriado para os pacientes e aos profissionais de saúde”.

Em dezembro de 2021, o deputado Capitão Contar apresentou na Alems o projeto Localiza Remédio (389/2021) que tinha como objetivo garantir a divulgação de informações sobre o estoque de medicamentos de distribuição gratuita, em Mato Grosso do Sul. O deputado também apresentou o projeto de Lei  186/2019 que determinava a divulgação dos pacientes em fila de espera que aguardam por consultas (discriminadas por especialidade), exames e intervenções cirúrgicas e outros procedimentos nos estabelecimentos da rede pública de saúde e de instituições conveniadas prestadoras de serviços ao Sistema Único de Saúde – SUS. Os dois foram arquivados pela CCJR da Alems.




Deixe seu comentário