Campo Grande, 23/06/2024 06:55

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 05 jun, 2024

Deputado Zé Teixeira lamenta morte de dono do Hotel Jandaia


O deputado Zé Teixeira (PSDB) lamentou o falecimento do empresário Pedro Vieira de Góes, dono do Hotel Jandaia, em Campo Grande, aos 90 anos de idade, no dia 4 de junho. O parlamentar apresentou na sessão desta quarta-feira (5) a moção de pesar que destaca o caráter empreendedor de Pedro Vieira, que deixa a esposa Guiomar Gobbo, os filhos Tereza Cristina e Valdir Vanderlei, além de seis netos e quatorze bisnetos. “Como proprietário do Hotel Jandaia, sempre me recebeu com dedicação e cordialidade. Neste momento de profunda dor, desejo os mais sinceros pêsames e força para toda a família”, declarou o deputado.

Pedro Vieira nasceu em 1º de agosto de 1933, em Fartura, no sudoeste de São Paulo, e ainda na juventude tornou-se um homem de sucesso. Pecuarista por influência dos pais, Pedro veio para Mato Grosso do Sul em busca de oportunidades e estabeleceu-se em Campo Grande, em 1994, com a família onde ficou conhecido como o bem-sucedido proprietário do hotel de 17 andares na rua Barão do Rio Branco, um dos mais tradicionais da cidade.

Em entrevista ao site Campo Grande News, publicada em 2016, o empresário afirmou que “a simplicidade é o que faz os dias serem sempre os melhores ali. De fato, aqui ninguém é dono de nada. Eu trato meus funcionários como se fossem meus filhos, eu sou muito justo e eu não vou tirar um grão de arroz da boca de ninguém. Eu tenho que ser humano, ser rico em saúde e honestidade. Não tenho o porquê querer esbanjar nada”.

Conforme a justificativa apresentada por Zé Teixeira, “o amor à família, como esposo, pai, avô e bisavô dedicado, e os exemplos de vida repassados e compartilhados com entes queridos e amigos, o trabalho ético praticado com perseverança e o sucesso alcançado como empresário visionário, gerando empregos, contribuindo para o desenvolvimento, bem acolhendo hóspedes em visita à Cidade Morena” são razões mais que suficientes para a apresentação da moção de pesar.




Deixe seu comentário