Campo Grande, 22/07/2024 07:47

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 10 jul, 2024

Lia Nogueira pede pavimentação da MS 270 em Dourados, com extensão de 22 km


Obra é no trecho entre Itaporã, na região conhecida como Placa do Abadio, que liga a MS 162 em Dourados.

 

A deputada estadual Lia Nogueira (PSDB) solicitou a pavimentação da rodovia MS-270, no trecho entre Itaporã, na região conhecida como Placa do Abadio, que liga a MS 162 em Dourados, em indicação encaminhada ao governo de Mato Grosso do Sul.

Em reunião com o vereador Lindomar de Freitas (PSDB), a deputada falou com o parlamentar de Itaporã sobre a necessidade da obra que há tempos é aguardada pelos moradores da região.

Lia Nogueira ressaltou que a rodovia é uma importante rota de escoamento da produção agrícola e pecuária, além de ser uma via de acesso para os moradores de Itaporã, Dourados e Maracaju.

A extensão do trecho entre Itaporã, na região conhecida como Placa do Abadio, que liga a MS 162 em Dourados, é de aproximadamente 22 quilômetros.

A pavimentação da MS-270 é uma obra de extrema importância para o desenvolvimento regional. A rodovia desempenha um papel vital no transporte de grãos, gado e outros produtos agrícolas, que são a base da economia local.

Sem uma infraestrutura adequada, os produtores enfrentam dificuldades para transportar suas mercadorias, resultando em perdas econômicas significativas e riscos à segurança.

Além do impacto econômico, a pavimentação trará benefícios diretos para a qualidade de vida dos moradores.

Atualmente, o trecho não pavimentado representa um desafio diário, especialmente durante a época das chuvas, quando a estrada se torna quase intransitável. Isso afeta não apenas o transporte de produtos, mas também o acesso a serviços essenciais, como saúde e educação.

A solicitação da deputada ao governo municipalista liderado pelo governador Eduardo Riedel (PSDB) é um passo fundamental para que essa obra tão necessária seja finalmente realizada, trazendo progresso e desenvolvimento para a região de Itaporã e Dourados.




Deixe seu comentário