Campo Grande, 24/02/2024 04:49

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Campo Grande

Campo Grande • 25 abr, 2018

Carlão cobra “bom senso” da Águas e do TCE para reinício da pavimentação do Nova Lima


Usando a palavra de liderança durante a sessão ordinária da Câmara Municipal de Campo Grande, o vereador Carlos Augusto Borges (Carlão PSB), 1º secretário da Mesa Diretora da Casa de Leis, cobrou “bom senso” do Tribunal de Contas do Estado e da Concessionária Águas Guariroba, no impasse para a retomada das obras de pavimentação do Bairro Nova Lima. Estive ontem (23) tanto no TCE para falar com o Conselheiro Jerson Domingos, quanto na Águas, falando com a nova diretora presidente Lucilaine Medeiros cobrando a solução para o problema.

“Espero que tanto o TCE quanto a Águas Guariroba tenham bom senso e as obras sejam retomadas o quanto antes pelo bem da população do grande Nova Lima, que há mais de 60 anos aguarda a pavimentação. Falei para a nova presidente da Águas que mesmo que o mérito não tenha sido julgado, diante do parecer do Conselheiro Osmar Jeronymo já é possível a retomada das obras. Ela me informou que o presidente nacional da Concessionária só quer retomar as obras após o julgamento do completo do mérito. Mas existe um compromisso com a prefeitura e a paralisação está prejudicando a população. Se necessário for, vamos organizar uma manifestação em frente à Prefeitura, a Águas Guariroba e ao Tribunal para que a o problema seja resolvido”, disse.

O Tribunal de Contas questionou os aditivos no contrato de concessão, que prorrogavam o prazo até 30 para 60 anos para atuação da concessionária. Com as duas liminares do Conselheiro Ronaldo Chadid as obras de drenagem e esgoto do Bairro Nova Lima foram paralisadas, adiando a pavimentação já que lei federal determina que as obras sejam simultâneas.

“Desde 1961 a população do Nova Lima aguarda esse asfalto e agora depois que conseguem o recurso, o financiamento e as obras foram iniciadas, eles vem questionar a prorrogação de contrato. Espero bom senso das partes envolvidas”, concluiu.

Assessoria de Imprensa do Vereador




Deixe seu comentário