Campo Grande, 21/05/2024 12:51

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 14 maio, 2024

Agência Nacional das Águas declara seca crítica em bacia do Pantanal


ANA reconheceu a escassez dos recursos hídricos da Bacia do Paraguai até 30 de outubro.

Trecho da Bacia Hidrográfica do Paraguai (Foto: Zig Koch / Banco de Imagens ANA)

A  ANA (Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico) aprovou, por unanimidade, nesta segunda-feira (13), situação crítica de escassez de água na Bacia do Paraguai, onde está localizado o Pantanal — bioma que ocupa os estados de Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul, no Centro-Oeste do país.

De acordo com o G1, a medida tem vigência até o dia 30 de outubro deste ano. Após esse período, a agência deve avaliar os resultados, podendo prorrogar a medida.

A situação é oposta a do Rio Grande do Sul, que, nas últimas semanas, enfrentou a maior enchente da história. De acordo com último boletim da Defesa Civil do estado, 147 pessoas morreram e 127 estão desaparecidas.

Fenômenos como esses, segundo especialistas, estão ligados às mudanças climáticas. Na região do Pantanal, por exemplo, há um bloqueio atmosférico que provoca ondas de calor.

A declaração de “escassez quantitativa dos recursos hídricos na região hidrográfica do Paraguai” permite que sejam adotadas as providências para prevenção e também de atenuação dos possíveis impactos.

As ações de contingência podem vir a nível federal, estadual e municipal, a depender das necessidades.

A agência também poderá determinar novas regras de uso para as operações dos reservatórios. Além disso, a medida também autoriza as agências reguladoras e as empresas de saneamento a cobrar taxas decorrentes da escassez de água.




Deixe seu comentário