Campo Grande, 21/05/2024 12:23

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 30 abr, 2024

Discrepância em valor de passagens resulta em pedido de explicações para Andorinha


Novo requerimento apresentado pelo deputado estadual Paulo Duarte (PSB), nesta terça-feira (30), solicita informações da Andorinha, empresa de transporte rodoviário que faz a linha Campo Grande/Corumbá e que também é responsável por fazer a linha Campo Grande/Cuiabá (MT), a respeito do valor cobrado pelas passagens nos referidos trechos. Conforme novas denúncias recebidas, a empresa vem cobrando valores discrepantes em relação a outros trechos de maior quilometragem.

Como exemplo o parlamentar mostra um bilhete adquirido nesta terça-feira (30), em que o passageiro pagou o valor de R$ 144,00, com destino final na capital Mato-Grossense, Cuiabá. “A distância entre Campo Grande, Mato Grosso do Sul, e Cuiabá, no Mato Grosso, é de 703 quilômetros. Vale ressaltar, que o trecho Campo Grande/Corumbá, aqui mesmo dentro do nosso Estado, e que também é feito pela mesma empresa, é de 427 quilômetros e o passageiro tem de pagar R$ 237,48, valor verificado também neste dia 30 de abril”, diz Duarte, lembrando, ainda, que nesse percurso não há cobrança de pedágio, enquanto que entre as duas capitais existem várias paradas com pagamento de pedágio.

Diante das denúncias, o deputado Paulo Duarte encaminhou à presidência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, requerimento solicitando informações detalhadas à Andorinha sobre qual o critério utilizado pela empresa na cobrança dos valores de passagens nos dois trechos. “A dúvida é: como é possível a passagem de Campo Grande a Corumbá, que tem um trecho inferior e não passando por qualquer ponto de pedágio, ter um valor cem reais mais caro que o trecho Campo Grande-Cuiabá?”, finaliza o deputado.




Deixe seu comentário