Campo Grande, 22/07/2024 06:14

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 12 jun, 2024

Para Pedrossian “Sistema de Regulação revela deterioração sensível da saúde”


Na sessão ordinária desta terça-feira (11), o deputado Pedrossian Neto (PSD) apresentou vários dados do Sistema de Regulação, apontando uma significativa piora na fila para cirurgias e realização de exames. Na tribuna da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), o parlamentar defendeu a aprovação do projeto que assegura transparência ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS).

A fila da vergonha tem assolado muitos munícipios, sobretudo na macrorregião de Campo Grande. Os dados do Sistema de Regulação revelam a deterioração sensível da saúde. Infelizmente, a atualização dos números mostra o colapso da saúde e a falência do Sistema de Regulação”, destacou.

Segundo o parlamentar, em julho de 2023 eram 14.399 pessoas esperando por uma cirurgia na macrorregião de Campo Grande e, em abril de 2024, o número subiu para 17.149. “ Ano passado, o tempo médio era de 54 meses e agora 116 meses, ou seja, o cidadão tem 10 anos para ter uma cirurgia marcada. Hoje, são 54.185 pessoas esperando na fila por exames”.

Pedrossian citou diversas especialidades sem vagas, por não haver médicos cadastrados. “Há um colapso na ortopedia. Para cirurgia de coluna, a espera passou de 77 meses para 342 meses, quase 30 anos. De mãos, de 43 meses para 147”, disse.

Lidio Lopes (Patriota) informou que Campo Grande atende todo o Estado. “A regulação de ortopedia vem toda para Capital. Com a pandemia, foram suspensas as cirurgias eletivas, o que gerou também essa alta demanda na fila”, salientou.

Ao final do discurso, Pedrossian fez um apelo para aprovação do Projeto de Lei 8 de 2024, que obriga a divulgação da ordem de espera de pacientes que aguardam realização de procedimentos eletivos pelos sistemas de regulação de vagas.




Deixe seu comentário