Campo Grande, 17/01/2022

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 14 jan, 2022

Thiago de Mello, adeus


(Da FSP ) –

Morre Thiago de Mello, poeta que lutou pela Amazônia, aos 95 anos

Um dos grandes escritores de sua geração, autor de ‘Faz Escuro, Mas Eu Canto’ enfrentou a ditadura militar

poeta e jornalista amazonense Thiago de Mello morreu nesta sexta-feira, aos 95 anos. A morte foi confirmada pela editora Global, que publicava suas obras.

Nascido em Barreirinha, no interior do Amazonas, é um dos poetas mais conhecidos da região, e cantou em prosa e verso sua luta pela preservação da maior floresta do mundo.

Um de seus poemas mais célebres é “OS Estatutos do Homem”, escrito logo após a instauração do regime militar em 1964, que correu o mundo em várias traduções. O texto começa com os versos “Fica decretado que agora vale a verdade./ agora vale a vida,/ e de mãos dadas,/ marcharemos todos pela vida verdadeira.”

Durante a década de 1950 e 1960, circulou entre alguns dos maiores autores brasileiros, como Manuel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade e José Lins do Rêgo.

Em entrevista a este jornal, há quatro anos, ele comentou que escrevia uma espécie de livro de memórias em que relatava suas impressões sobre esses poetas, assim como de grandes nomes internacionais que conheceu, como Jorge Luis Borges e Gabriel García Márquez.




Deixe seu comentário