Campo Grande, 29/05/2024 19:49

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 26 abr, 2024

Presidente do TCE diz que Campo Grande supera déficit de vagas das creches


Campo Grande é o primeiro município a aderir programa Primeira Infância do TCE-MS

Autoridades durante o evento no TCE-MS (Foto: Reprodução )

Opresidente e conselheiro do TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul), conselheiro Jerson Domingos, ressaltou o trabalho desenvolvido na Capital. “Campo Grande supera o déficit de vagas das creches pela gestão pública da cidade”.

É que Campo Grande se destaca e sai na frente por ser o primeiro município de Mato Grosso do Sul a aderir ao programa destinado à primeira infância, do TCE-MS.

Foi publicado na edição do Diogrande de quarta-feira (24), o decreto que determina a elaboração do PMPI (Plano Municipal pela Primeira Infância) e institui a Comissão Municipal encarregada de coordenar a elaboração do PMPI.

Assim, na manhã de ontem (25), foi lançado o programa “A Primeira Infância no planejamento estratégico do município”.

O programa destaca a importância do investimento na primeira infância para o desenvolvimento saudável das crianças, principalmente no período que compreende os seis primeiros anos de vida, e no cumprimento de seu importante papel de fiscalizar e orientar para que os recursos sejam utilizados de modo eficiente, beneficiando as crianças e suas famílias.

Domingos falou mais sobre isso. “Um programa que, na minha vida e história como homem público, jamais tinha visto com essa envergadura e transparência, e o envolvimento de toda a classe política quanto ao resultado daquilo que todos nós queremos, que é um Estado que sirva como exemplo para o restante do Brasil nos cuidados com as crianças. Isso é muito satisfatório e está sendo possível graças à cooperação do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação, e das instituições que compõem o comitê de trabalho formado por representantes do Tribunal de Justiça, Ministério Público, Assomasul, Defensoria Pública e do empenho dos técnicos do nosso Tribunal de Contas”.

A Reme (Rede Municipal de Ensino) de Campo Grande possui 106 EMEIs (Escolas Municipais de Educação Infantil), gerida pela Prefeitura Municipal, através da Medes (Secretaria Municipal de Educação). As escolas atendem crianças de 6 meses a 3 anos e contempla a etapa não obrigatória.

De acordo com o secretário municipal de Educação, Lucas Bitencourt, em 2024 estão sendo construídas 166 novas salas de aula, o que equivale a 20 escolas sendo construídas.

“Campo Grande tem 13 mil crianças nascidas por ano, o planejamento intersetorial e a forma de abordagem do TCE fomentou, traz de fato um olhar para a primeira infância, para a ampliação de salas voltada à educação com qualidade”.

O decreto aborda a autorização da instituição da Comissão Municipal Intersetorial, com a finalidade de elaborar o (PMPI) de Campo Grande, com duração decenal, referente aos direitos da criança até 6 anos de idade, com a participação das instituições, dos setores do governo municipal e da sociedade civil, em consonância ao Plano Nacional pela Primeira Infância (2010-2022).

São conteúdos prioritários do Plano Municipal pela Primeira Infância a saúde, a alimentação e nutrição, a educação infantil, a convivência familiar e comunitária, a assistência social à família da criança e à própria criança, conforme suas necessidades, a cultura, o brincar e o lazer, o espaço e o meio ambiente, a proteção contra toda forma de violência, a prevenção de acidentes, medidas que evitem a exposição precoce à comunicação mercadológica e a indução ao consumismo.




Deixe seu comentário