Campo Grande, 21 de fevereiro de 2020

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 28 jan, 2020

Em 2019, Governo investiu R$ 481 milhões em obras com recurso do Fundersul


Do total de recurso do Fundo investidos em 2019, 48% foram usados em restauração, conservação e manutenção de rodovias

Secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel ©ARQUIVO

Em 2019, o Governo do Estado investiu R$ 481 milhões em obras e serviços de infraestrutura com recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul). De acordo com o secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, a maior parte do Fundo foi usado para a manutenção das rodovias estaduais.

“Temos um volume de recurso muito importante focado na manutenção das estradas estaduais. Um investimento em torno de R$ 250 milhões”, apontou Riedel após a reunião de prestação de contas na manhã desta terça-feira (28).
“São mais de oito mil quilômetros de estradas estaduais que temos que estar permanentemente trabalhando para manter em condição de tráfego em função das safras e em função do movimento econômico de Mato Grosso do Sul como um todo”, disse. “Ao mesmo tempo a gente tem que ir pavimentando para melhorar a performance de toda essa estrutura logística”, completou.
De acordo com a prestação de contas, do total de recurso do Fundersul investidos em obras e serviços em 2019, 48% foram usados em restauração, conservação e manutenção de rodovias; 24% foram aplicados em pavimentação asfáltica e implantação de rodovias; 15% foram usados em pavimentação asfáltica, restauração e drenagem urbana e 7% foram aplicados em construção, reforma e manutenção de pontes.
Fundersul 

Ao todo o Governo arrecadou R$ 658 milhões para o Fundo. Além do recuso aplicado em obras e serviços de infraestrutura, R$ 176 milhões foram repassados para os 79 municípios sul-mato-grossenses.
2020 
De acordo com o titular da Segov, para 2020, a prioridade é investir os recursos do Fundo em pavimentação e pontes de concreto. “Vamos manter a diretriz o Estado entende como prioridade para gerar maior competitividade para o setor produtivo”, apontou.
Entre os pontos que serão focados está a região de Porto Murtinho, cidade que fica 431 quilômetros de distância de Campo Grande. “Nós temos três portos sendo construídos em Murtinho, nós temos um eixo logístico sendo direcionado, do ponto de vista de grão, para aquela região e temos uma região de desenvolvimento de formação de proteína animal (frango/suíno). Tudo isso tem que ser levado em consideração, e é técnico, para que a gente gere maior competitividade no setor produtivo”, afirmou.
Segundo ele, o Governo pretende investir R$ 30 milhões do Fundersul para criar a alça de acesso da rodovia MS 267 aos portos. “Temos que investir nesse acesso porque vão ser centenas de carretas de soja, de milho, chegando e outras centenas saindo com produtos que vem pelo porto e o município não suporta essa demanda”, completou.
Por: Fernanda Palheta



Deixe seu comentário