Campo Grande, 26 de novembro de 2020

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 30 out, 2020

Mourão aposta que governo comprará vacina chinesa: “Lógico que vai” – Na ‘Veja’


(Da revista Veja, em entrevista a Gabriel Mascarenhas e Marcela Mattos_ –

Aos 67 anos, Hamilton Mourão chega aos estertores do segundo ano de governo cada vez mais à vontade no papel de coadjuvante mais importante da República. Se lhe falta o poder da caneta do chefe, o general se agarra ao que Jair Bolsonaro não tem: a liberdade de ir e vir — com direito a chope no boteco e partidas de vôlei no fim de semana —, tempo para escrever um livro e até a tranquilidade de pensar em uma vida fora do Palácio. Assessores de Jair Bolsonaro já espalharam aos quatro cantos que o presidente não quer mais o general como companheiro de chapa na disputa pela reeleição. Ele garante que nunca ouviu isso do presidente, com quem diz manter uma relação absolutamente respeitosa, mas que já esteve estremecida em decorrência de intrigas e fofocas difundidas por pessoas que cercam o mandatário. Em entrevista a VEJA concedida no seu gabinete, ele evita falar de 2022, mas já trata como possibilidade uma candidatura ao Senado, caso seja varrido da chapa presidencial. Mourão também se recusa a endossar a torcida bolsonarista para Donald Trump, aposta que o governo federal vai comprar a vacina chinesa e diz que faz de tudo para não travar embates públicos com quem manda. “Sabe por quê? Eu tenho vida.”

O senhor já conversou com o presidente sobre as acusações de ter conspirado contra ele? Eu preferi adotar a linha de ação de deixar o assunto rolar. O tempo é o senhor da razão. Pouco a pouco, esses ataques diminuíram, cessaram e o barco seguiu. Nunca fui encarar o presidente para apontar que fulano disse isso ou aquilo e questioná-lo por não ter rebatido. Ele já tem tanto problema, não posso levar mais.

Há gente de confiança do presidente que conspira contra o senhor? Tenho quase certeza disso. Mas não me preocupa e não sei quem faz. É como diria o grande filósofo Ibrahim Sued: “Os cães ladram e a caravana passa”, meu amigo. Vamos seguir com essa caravana.

Continue lendo 




Deixe seu comentário