Campo Grande, 27/05/2024 11:57

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 23 abr, 2024

Com baixa adesão, Campo Grande cria 500 unidades para vacinar contra dengue


O pedido foi feito pelo Ministério da Saúde devido à baixa adesão do público alvo da capital, de 6 a 16 anos

Após a redistribuição das vacinas da dengue para outros estados do Brasil, Campo Grande possui apenas 500 unidades do imunizante para o público alvo, de 6 a 16 anos. A informação foi confirmada ontem (22), pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde da capital).

A medida foi um pedido do Ministério da Saúde, devido à baixa procura na capital.

“Foram devolvidas para o Amapá, e hoje nós temos 500 doses de vacina. É importante dizer que essa devolução não interfere nas pessoas que vão tomar a segunda dose. O Ministério da Saúde garantiu que vai enviar a D2, que é a segunda dose, para todas as pessoas que vacinaram”, declara Rosana Leite de Melo, secretária da Sesau.

Ainda conforme a secretária, durante a semana a faixa etária será reavaliada e pode ampliar.

Vacina Qdenga

A Qdenga (TAK-003) é um imunizante contra a dengue desenvolvido pelo laboratório japonês Takeda Pharma. O registro do imunizante foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em março de 2023.

A vacina contém vírus vivos atenuados da dengue. Por isso, ela induz respostas imunológicas contra os quatro sorotipos do vírus da dengue. O imunizante é aplicado em um esquema de duas doses, com intervalo de três meses entre as aplicações. (Com g1)




Deixe seu comentário