Campo Grande, 29/05/2024 21:14

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 09 abr, 2024

Deputado quer restrição de tráfego de tritrens à noite e aos finais de semana na MS-450


 

O deputado Paulo Duarte (PSB) apresentou à mesa da Assembleia Legislativa, na sessão
ordinária desta terça-feira (9), indicação solicitando à Agesul que sejam feitos estudos para
restrição do tráfego de caminhões tritrens no período noturno e aos finais de semana, na
Estrada Parque Piraputanga, localizada na rodovia MS-450. De acordo com o parlamentar o
pedido se justifica diante das inúmeras denúncias de moradores que utilizam a estrada e
padecem com o precário estado de conservação da auto pista.

O trecho de 11 quilômetros da estrada, construída para uso contemplativo da natureza será
ocupado pelos caminhões tritrens por um período mínimo de três anos. “Os tritrens são
carretas gigantescas, com três vagões ou semirreboques com uma extensão média de 36
metros e capacidade para transportar até 90 toneladas de madeira. Por dia, trafegam cerca de
20 tritrens abarrotados de eucalipto pela Estrada Parque Piraputanga, na MS-450, e isso
poderia ser evitado”, argumenta Paulo Duarte.

Moradores e empresários da região estão preocupados com degradação da Estrada Parque e,
até que se encontre uma solução definitiva que atenda aos interesses dos residentes e
gestores locais, o parlamentar sugere à Agesul a realização de estudos urgentes para restringir
o tráfego de caminhões bitrens e tritrens na MS-450 aos finais de semana. “A redução do fluxo
desses caminhões de carga pesada aos finais de semana contribuirá para mitigar os efeitos
causados naquela estrada, que não tem a característica de transporte de carga pesada e sim
de contemplação turística”, explica o deputado.

Ao finalizar o pedido, Paulo Duarte reforça a importância de se ter um olhar mais cuidadoso
em relação aos empreendimentos que envolvem a utilização de recursos naturais no Mato
Grosso do Sul. “Não é uma questão de impedir o desenvolvimento. Eu defendo o crescimento
econômico e social, mas isso deve ser feito de forma sustentável! O mundo está com os olhos
voltados para qualquer questão que envolva o meio ambiente e não podemos nos furtar a essa
responsabilidade!”, finaliza.




Deixe seu comentário