Campo Grande, 18/05/2021

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 17 abr, 2021

Pelo menos 203 congressistas já foram infectados por covid-19 e 4 morreram


São 34,2% de Câmara e Senado  –  Percentual maior que o do país

Ato do Rio de Paz em frente ao Congresso Nacional, sobre vítimas da covid-19 no paísSérgio Lima/Poder360 – 02.fev.2021

 e 
17.abr.2021 (sábado) – 6h00

Levantamento do Poder360 identificou que pelo menos 1/3 dos congressistas tiveram covid-19 até agora. São no mínimo 172 dos 513 deputados e 31 dos 81 senadores. Pode ter havido casos não captados pela reportagem.

Receba a newsletter do Poder360

 

 

A soma chega a 203 congressistas contando as duas Casas. Equivalem a 34,2% dos 594 integrantes de Câmara e Senado juntos. O infográfico a seguir mostra os números gerais. Neste link é possível ler os nomes dos congressistas contaminados até o momento.

Poder360 perguntou aos líderes de bancadas e congressistas. Foram contabilizados casos de quem já se contaminou, está recuperado e está licenciado do cargo neste momento –por exemplo, o hoje ministro Fábio Faria (Comunicações). O deputado Milton Coelho (PSB-PE) e o senador Carlos Portinho (PL-RJ) tiveram covid antes de se tornarem congressistas e ficaram de fora.

O Brasil tem 13,8 milhões de casos identificados. Ou seja, pelo menos 6,6% dos 210,15 milhões de habitantes do país já tiveram o vírus. Os números, inclusive o de população, são do site de divulgação do Ministério da Saúde. No Distrito Federal, 12,1% de já infectados. São percentuais bem menores que o observado entre congressistas.

Políticos costumam viajar e ter reuniões presenciais, o que facilita a disseminação do vírus. Além disso, têm acesso muito fácil a exames para confirmar ou descartar a infecção do que a população em geral.

Nesta 4ª feira (14.abr.2021) chegou a 4 o número de congressistas mortos. O deputado Schiavinato (PP-PR), 66 anos, morreu em decorrência de complicações da covid-19. Antes dele morreram os senadores Major Olímpio (PSL-SP), 58 anos, Arolde de Oliveira (PSD-RJ), de 83 anos, e José Maranhão (MDB-PB), de 87. As mortes confirmadas no país eram 368.749 até a publicação desta reportagem.




Deixe seu comentário