Campo Grande, 22/04/2021

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Artigos

Artigos • 07 abr, 2021

O BRASIL E A INTERNET


Reflita sobre isso: são negócios que deixam de ser fechados, clientes perdidos, pagamentos retardados, desestímulo à adoção de novas tecnologias pelas empresas e pela própria administração pública etc.

O texto divulgado pelo Senado Federal pondera, então, que “o cenário poderia ser outro. Há exatos 20 anos era sancionada uma lei que prometia revolucionar o acesso à informação no Brasil”. Uma lei obrigando todas as empresas do setor a “destinar 1% da receita operacional bruta à expansão do serviço – especialmente nas regiões consideradas não lucrativas”. Nascia o Fundo de Universalização das Telecomunicações (Fust).

Passadas duas décadas, “o Fust arrecadou mais de R$ 22,6 bilhões. Mas apenas uma parcela irrisória do dinheiro foi aplicada” como deveria. Como assim? “De acordo com o TCU, dos 16,05 bilhões amealhados pelo Fust entre 2001 e 2015 apenas 1,2% foi utilizado na universalização dos serviços de telecomunicações. Nada menos que 69,39% da arrecadação foi empregada “em outros fins”, como remuneração de instituições financeiras” e despesas administrativas.

Este não era um dinheiro qualquer – e sim um fruto da poupança de todo o povo. Pois é. Aí a gente fica assim. Desse jeito. Com essa cara. Sem conexão com o futuro.

Fonte – Congresso em Foco



Deixe seu comentário