Campo Grande, 22/07/2024 08:16

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Campo Grande

Campo Grande • 15 out, 2018

Odilon Jr admite visita a André


O PDT realizou reunião interna em Campo Grande nesta segunda-feira, 15 de Outubro, para definir estratégias para a reta final da campanha de Odilon de Oliveira ao governo do Estado. O candidato esteve no encontro, mas saiu sem falar com a imprensa.

Foi o filho dele, o vereador Odilon Júnior, quem falou aos jornalistas. Ele admitiu ter visitado André Puccinelli na prisão, foi dias antes de o MDB declarar apoio à candidatura de Odilon. Odilon Júnior afirmou ter se encontrado com o ex-governador na condição de advogado.

“Quer dizer que o senhor está advogando por ele?”, perguntou o repórter que foi respondido da seguinte maneira: “não, não estou advogando foi a convite dele para um parecer”. Quando questionado se poderia comentar sobre o tal parecer Odilon Jr  se esquivou. “Não porque tem que preservar o sigilo cliente e advogado”. Dois dias após a visitação o MDB declarou apoio ao PDT oficialmente. De acordo com o que foi dito pelo Odilon Jr, o MDB não fez exigência alguma para apoiar o candidato ao governo.

Segundo ele, os partidos pedem inclusão de algumas ideias defendidas por eles ao plano de governo do Juiz Odilon, como por exemplo, a elevação do teto do Simples. Como declarado, uma análise será feita para a tentativa de inserção dos pedidos feitos pelos partidos aliados. Uma reunião feita com os principais líderes do MDB reforçou e organizou a aliança entre os dois partidos. Júnior Mochi foi apontado como um fiel apoiador ao projeto do partido, e assim como ele outros nomes do Movimento Democrático Brasileiro devem se apresentar logo para o início dos trabalhos.

A expectativa do partido e de seus apoiadores para o resultado das eleições à governador é de vitória, “as urnas aprovaram a mudança. Falaram que nós sequer chegaríamos ao segundo turno e nós cravamos nosso pé no segundo turno” disse Odilon Jr. O candidato Juiz Odilon, que disputa a vaga ao governo de Mato Grosso de Sul, havia declarado que se recusaria a fazer alianças com políticos e partidos corruptos. Agora o PDT já confirmou aliança com o MDB partido de André Pucinelli que está preso desde julho de 2018 acusado de por lavagem e desvio de dinheiro público. (Fonte – Diário Digital)

Foto Marco Miatelo




Deixe seu comentário