Campo Grande, 16/04/2024 20:18

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Poesia

Poesia • 06 ago, 2023

INFÂNCIA (MANOEL DE BARROS)


Coração preto gravado no muro amarelo.
A chuva fina pingando… pingando das árvores…
Um regador de bruços no canteiro.

Barquinhos de papel na água suja das sarjetas…
Baú de folha-de-flandres da avó no quarto de dormir.
Réstias de luz no capote preto do pai.
Maçã verde no prato.

Um peixe de azebre morrendo… morrendo, em
dezembro.
E a tarde exibindo os seus
Girassóis, aos bois.




Deixe seu comentário