Campo Grande, 01/03/2024 11:42

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 09 ago, 2023

Agosto Lilás: Matéria ajuda as mulheres que sofrem violência psicológica


Campanha de conscientização sobre a violência psicológica entre mulheres, será realizada anualmente na primeira semana do mês de Agosto.

A deputada Mara Caseiro apresentou matéria que reforça as ações do Agosto Lilás.
A deputada Mara Caseiro apresentou matéria que reforça as ações do Agosto Lilás. (Victor Chileno)

A deputada e terceira vice presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) apresentou na manhã desta terça-feira (08) projeto de lei que estabelece diretrizes para criação do programa de fortalecimento da saúde mental e do enfrentamento a violência psicológica entre mulheres (Wollying) no âmbito do estado de Mato Grosso do Sul e inclui no Calendário Oficial de Eventos do Estado, instituído pela Lei 3.945, de 4 de agosto de 2010, a Semana de conscientização sobre a violência psicológica entre mulheres.

A campanha será realizada anualmente na primeira semana do mês de Agosto, conhecido como “Wollying” a ser realizada com ações afirmativas para divulgação, prevenção e combate a violência psicológica entre mulheres no âmbito do estado de Mato Grosso do Sul.

A matéria estabelece o programa de fortalecimento da saúde mental e do enfrentamento a violência psicológica entre mulheres no âmbito do estado de Mato Grosso do Sul, e entende-se como violência psicológica entre mulheres o maltrato psicológico às mulheres por parte de outras de seu mesmo gênero, qualquer atitude entre mulheres que tragam ameaça, constrangimento, humilhação, manipulação, isolamento, chantagem, ridicularização, limitação e exclusão, seja no âmbito social, corporativo e familiar.

Os objetivos desse programa é a conscientização sobre a ocorrência de violência psicológica entre mulheres; desenvolvimento de habilidades que gerem a promoção mental, trazendo equilíbrio emocional da mulher, e a promoção de união no que diz respeito ao combate de práticas discriminatórias e constrangedoras entre as mesmas.

Mara Caseiro explica que Wollying é a junção de duas palavras em inglês. “Woman, que significa mulher, e bullying, que significa atos de agressão e intimidação repetitivos contra um indivíduo que não é aceito por um grupo, tornando o termo uma tradução livre para assédio moral praticado de mulheres contra mulheres, conduta que afeta sua auto-estima, confiança e vida em geral. Identificar, conscientizar e adotar mecanismos para conter tais práticas é o objetivo primordial deste projeto de lei”, concluiu.




Deixe seu comentário