Campo Grande, 01/03/2024 09:49

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 09 dez, 2023

Antecipação do 13º salário deve injetar R$ 100 milhões na economia da capital


Segundo a prefeitura, liberação do salário contribui com perspectiva positiva no fim de ano.

 

Prefeita Adriane Lopes (PP) (Foto: Divulgação )

A antecipação do pagamento do 13º salário dos servidores públicos estaduais e municipais deve movimentar a economia em Campo Grande. Somente o pagamento dos servidores municipais deve injetar na economia cerca de R$ 100 milhões. No país todo, a situação se repete, ainda que parte do valor seja usado para pagamento de dívidas.

A prefeita Adriane Lopes(PP) e diz que o recurso que entra na conta dos servidores vai ajudar muito na confraternização das famílias.

“Este é um momento de festas, de natal, de união das famílias, de compra de presentes e também de colocar as contas em dia. Temos compromisso com os servidores e com o desenvolvimento da nossa capital, por isso estamos antecipando os valores e fazendo a roda da economia girar mais rápido”, diz.

Marilene Castro de Sá, funcionária pública aposentada, diz que não vê a hora do dinheiro extra cair na conta. Ela vai usar parte do pagamento para sair de férias e comprar presentes para a família. “Graças a Deus as contas estão em dia, então vou aproveitar para passear com minha família e dar um presente para minhas netas”, conta a vovó coruja.

Conforme dados do Dieese Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o 13º deve injetar cerca de R$ 291 bilhões na economia brasileira. O montante equivale a aproximadamente 2,7% do PIB (Produto Interno Bruto).

“O pagamento do 13º salário é bastante positivo, não apenas pela quantidade de dinheiro injetada na economia, mas também porque gera expectativas positivas nos empresários. E este é um momento em que aumenta a demanda por emprego”, explica o secretário municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio, Adelaido Vila.

Não à toa, o comércio espera o maior número de contratações de trabalhadores dos últimos dez anos devido às festas natalinas, com o preenchimento de 108,5 mil vagas em todo o país. Em Campo Grande, a expectativa é de geração de 2,5 mil vagas.

Para o comércio, a concentração da parcela do 13⁰ no mês de dezembro representa o período de maior aquecimento das vendas. Historicamente, a chegada do último mês do ano coincide com um avanço médio de 25% nas vendas, sendo seu impacto ainda mais significativo em segmentos como vestuário e calçados (80%), livrarias e papelarias (50%) e lojas de utilidades domésticas (33%).

O comércio vai funcionar em horário especial. Entre hoje e amanhã, as lojas podem abrir até às 20 horas. De segunda (11) a sábado (23) poderão ficar abertas até às 22 horas. Já nos domingos, 10 e 17, o comércio pode abrir entre às 9h e 18h. Na véspera do Natal e do Ano Novo, o atendimento ocorre até às 17h e 16h, respectivamente. Exceção para estabelecimentos localizados em shoppings e centros comerciais.




Deixe seu comentário