Campo Grande, 05/03/2024 11:35

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 05 fev, 2024

Candidata à reeleição, Adriane Lopes nutre esperança no apoio de Bolsonaro


Ex-presidente deve participar no próximo dia 24 de ato do PL Mulher em Campo Grande juntamente com a ex-primeira dama, Michelle Bolsonaro.

Pré-candidata à reeleição, a prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes (PP), nutre forte esperança em poder contar com o apoio do ex-presidente da República Jair Messias Bolsonaro (PL), que no próximo dia 24 virá a Capital juntamente com a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro para participa do evento do PL Mulher de Mato Grosso do Sul, no espaço Bosque Expo, no Shopping Bosque dos Ipês.

Essa, aliás, é a principal arma das lideranças políticas não apenas locais, mas de todo país, poder contar com o apoio de Bolsonaro, que deixou o governo e mantém alta popularidade em todas as regiões do Brasil.

Sem afirmar exatamente se terá o apoio de Bolsonaro, a prefeita se limitou a dizer que foi convidada e irá ao evento, além de citar a proximidade entre o PP e o PL, partido dela e de Bolsonaro, respectivamente.

“O evento acontece no dia 24. Nós fomos convidados e estaremos ali acompanhando, tendo em vista que o nosso partido é de centro-direita”, disse, segundo reportagem do jornal Correio do Estado.

Questionada sobre achar se é favorável manter a proximidade com o ex-presidente como forma de ser um cabo eleitoral, Adriane disse que a visão é estar ao lado do que for bom para o município.

“Estamos trabalhando para aquilo que seja melhor para a nossa cidade e para o nosso país, essa é a nossa visão, e tudo o que for bom para Campo Grande, nós estaremos somando”, declarou a prefeita, que é afilhada política da senadora Tereza Cristina (PP-MS).

Diálogo

Por sua vez, a senadora ressaltou que está com conversa com o ex-presidente e não descarta solicitar apoio dele para Adriane nas eleições municipais deste ano, mas afirmou que o diálogo está aberto também com outros partidos.

“O PP conversa com todos os partidos, é natural que a direita converse entre ela para que a gente possa ter uma convergência, nãosó em Campo Grande, mas em outros municípios e no Brasil”, disse.

A senadora afirmou ainda que, na próxima semana, irá se reunir com o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, para alinhar possíveis apoios.

“Isso é o natural das coisas acontecerem, e vamos ver lá na frente. Campo Grande é uma capital e para nós do PP é muito importante, porque é a única Capital que o PP tem hoje no Brasil”, concluiu a parlamentar progressista.

Visita

Além de acompanhar a esposa, Bolsonaro terá a difícil missão de definir o “destino” do partido nas eleições municipais deste ano em Campo Grande, pois o PL ainda não tem um nome consolidado para ser o pré-candidato a prefeito da Capital.

Em live realizada no Youtube, Bolsonaro chegou a citar preocupação com a divisão de votos da direita na Capital, entre o PP e o PL, e disse não ser aconselhável que dois partidos da mesma orientação política lançassem candidatos.

Segundo ele, a divisão de votos poderia favorecer o PT e o mais viável seria o diálogo entre PL e PP




Deixe seu comentário