Campo Grande, 23/06/2024 06:53

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 24 maio, 2018

Em nota, CNT diz que Petrobras mente sobre política de preços


Critica solução do governo sobre Cide


23.maio.2018 (quarta-feira) – 20h36
atualizado: 23.maio.2018 (quarta-feira) – 20h36

A CNT (Confederação Nacional do Transporte) afirma que a Petrobras “mente”sobre a política de preços em suas refinarias. Segundo a organização, o regime é uma “medida desproporcional”, pois a estatal tem custos internos e não internacionais.

A declaração foi feita em nota divulgada nesta 4ª feira (23.mai.2018).

A CNT critica as primeiras medidas do governo para conter o aumento do preço dos combustíveis. Nesta 3ª feira (22.mai), o governo anunciou que zerará a cobrança da Cide (tarifa que incide sobre os combustíveis) sobre o óleo diesel.

Segundo a CNT, o impacto será “irrisório”:

“A solução apresentada, até o momento, pelo governo em nada contribuirá para garantir as condições mínimas de operação do transporte rodoviário de cargas e passageiros no país. A retirada da Cide sobre o óleo diesel terá impacto irrisório no preço final do combustível.”

De acordo com a confederação, “transportadores não podem responder pela ineficiência da Petrobras e pela corrupção que ocorreu na estatal”.

“Essa política equivocada e desastrosa não poderia ter sido implantada em pior momento para o setor transportador, que ainda luta para superar as perdas da forte recessão econômica”, diz a CNT.

Leia a íntegra da nota:

“Petrobras mente

1) A política de preços adotada pela Petrobras em suas refinarias, que acompanha a alta das cotações internacionais do petróleo, é uma medida desproporcional, pois ela tem custos internos e não internacionais.




Deixe seu comentário