Campo Grande, 19/06/2024 19:19

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 31 jan, 2024

Governo assina convênio para levar capacitação às pequenas empresas


A parceria com o Sebrae prevê uma série de ações até dezembro de 2024

Governador Eduardo Riedel (PSDB) durante discurso no encontro (Foto: Álvaro Rezende)

Fomentar e dar boas condições ao pequeno empreendedor. Com este lema o governador Eduardo Riedel (PSDB) assinou convênio no valor de R$ 11 milhões com o Sebrae-MS, para levar capacitações, inovações, tecnologia e ações sustentáveis às pequenas empresas do Mato Grosso do Sul. A parceria prevê uma série de ações até dezembro de 2024.

“São R$ 11 milhões no total para diferentes áreas, não apenas de capacitação, mas de relacionamento com os municípios, formação de dados para as micro e pequenas empresas, nesta parceria junto com o Sebrae, que vai envolver ciência, tecnologia e inovação. Desta forma poderemos dar sequência a este ambiente positivo de negócio no Estado”, afirmou o governador.

A solenidade ocorreu na sede do Sebrae-MS, em Campo Grande. “Com este convênio vamos levar inovação e sustentabilidade e ainda conseguir colocar na pauta do pequeno negócio o impacto ambiental, para contribuirmos na formação do Estado carbono neutro. Toda esta linha que vai desde a qualificação do empreendedor até a busca de novos mercados, inovações, para melhorar o indicador de seus negócios”, descreveu o superintendente do Sebrae-MS, Cláudio Mendonça.

Ele mencionou que os grandes investimentos privados no Estado, que hoje tem o menor ICMS modal do Brasil, cria novas oportunidades para quem deseja iniciar o seu negócio. “Mostra ao empreendedor que é o momento dele investir, abrir novos mercados, aproveitar este ambiente positivo. A chegada de grandes empresas cria-se novas oportunidades para se investir nas cidades”, ponderou.

O convênio feito por meio da Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação) prevê ainda a promoção de desenvolvimento do ambiente público e privado, fortalecendo startups, empresas ecoinovadoras, empresas de base tecnológicas, até chegar nos negócios tradicionais urbanos e rurais. A parceria conta com R$ 9,9 milhões do Estado e R$ 1,1 milhão do Sebrae-MS.

“No Estado 92% dos negócios são de pequenas empresas, então objetivo deste convênio é que o Estado passe a atuar com o Sebrae em missões empresariais, capacitações, instituição da lei da liberdade econômica, desburocratização, na questão ambiental dos municípios, com uma ação direcionada a este segmento”, explicou o secretário da Semadesc, Jaime Verruck.

Ambiente positivo

O governador aproveitou o evento para apresentar aos empresários e autoridades as boas condições de negócio do Estado, que atualmente conta com uma carteira de investimento privado de 76 bilhões, sendo R$ 17 bilhões obtidos apenas no ano passado.

“Nosso foco é continuar este processo de desenvolvimento e prosperidade, com o desafio da qualificação, de ser um Estado com baixíssima taxa de desocupação. Para isto precisamos de parceiros, pois o Governo não consegue executar todas estas ações sozinho, por isso trabalha em parceria com quem já tem expertise em diversas áreas”, destacou Riedel.

Ele tem grandes perspectivas para o Estado em 2024. “Somo um Estado em transformação, que tem recebido um grau de investimento muito robusto do setor privado e por isso precisa dar respostas na infraestrutura, educação e saúde, para continuar incluindo as pessoas neste processo de prosperidade. Para isto teremos eficiência e responsabilidade na aplicação dos recursos públicos”.

Entre os indicadores positivos, Mato Grosso do Sul lidera nos quesitos investimento per capita, crescimento, universalização do saneamento e solução de homicídios. Aparece na 3° colocação do Brasil em capital humano (remunerações) e menor taxa de extrema pobreza, além de ser o quarto (menor) na taxa de desocupação e quinto na transparência




Deixe seu comentário