Campo Grande, 19/04/2024 15:13

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 02 abr, 2024

Núcleos de Segurança do Paciente da Rede Hospitalar Cassems participam de palestra com foco em eventos adversos


Com o tema ‘A rede Cassems de mãos dadas com a segurança do paciente’, o encontro foi realizado em alusão ao Dia Nacional da Segurança do Paciente, comemorado em 1º de abril

A rede hospitalar da Cassems tem como principal missão oferecer aos seus pacientes o melhor e mais humanizado atendimento possível. E foi com esse objetivo que o Núcleo de Segurança do Paciente (NSP) do Hospital da Caixa dos Servidores de Campo Grande realizou, na última segunda-feira (01), uma palestra em alusão ao Dia Nacional da Segurança do Paciente. O tema do encontro, que teve como foco os eventos adversos, foi “A rede Cassems de mãos dadas com a segurança do paciente” e contou com a participação dos NSPs dos 10 hospitais da rede.

O evento foi organizado pela coordenadora do Núcleo de Segurança do Paciente do hospital de Campo Grande, Amanda Casagrande, que também foi a palestrante do encontro. Em toda a sua fala, Amanda destacou que o mais importante é unificar os processos e a importância da notificação de eventos adversos.

“A gente realizou uma palestra para toda a rede Cassems, sobre o Dia Nacional de Segurança do Paciente e a importância da notificação dos eventos que ajustam os processos e mitigam os danos aos pacientes. A ideia é sensibilizar todos os colaboradores da rede para que eles entendam que o processo de notificação de eventos adversos é muito mais para a melhoria dos processos do que para apontar erro ou falha de pessoas individualmente. Quando a gente fala de processos, a gente pensa em toda a instituição e quando a gente fala em pessoas, tudo fica muito individual e isso não é a ideia do NSP. Outro ponto importante deste encontro é que todos os núcleos da rede vão conseguir trabalhar da mesma maneira”, pontua.

Para o supervisor de Enfermagem do Hospital Cassems de Campo Grande, Márcio Freitas, “é muito importante a gente pensar em eventos adversos porque colabora bastante para que a gente possa rever algumas técnicas de atendimento ao paciente que, porventura, a gente possa estar deixando de executar da melhor forma”.

A coordenadora da Rede Amo da Cassems, Jéssica Brandão, salienta que a notificação de eventos adversos não deveria ser vista com um viés negativo, de erro, mas, sim, de aperfeiçoamento dos processos.

“Este é um treinamento importantíssimo porque a gente sabe que estamos sujeitos ao erro e o importante é a gente reconhecer as falhas, notificá-las para que os processos sejam alinhados. Uma coisa importante que a palestrante falou é que os sujeitos não são os culpados e sim os processos e, para que os processos sejam modificados e para que a gente consiga alinhar esses processos, a gente precisa ter essa munição, que é a notificação. É também muito importante lembrar que a notificação não tem esse caráter que muitas vezes acaba fazendo parte da cultura, mas sim de alinhamento de processos. A ideia é sempre manter a qualidade em primeiro lugar”, destaca.

Luciana Nantes é gerente de Qualidade e, segundo ela, “é importante para o conhecimento de todo mundo, colaboradores, terceiros, parceiros, pacientes e beneficiários. Porque é através desses eventos adversos e dessas notificações é que o Núcleo de Segurança do Paciente e o setor de Qualidade consegue apresentar melhorias”, explica.




Deixe seu comentário