Campo Grande, 25/06/2022

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 23 jun, 2022

Para Ayrton Araújo o feminícídio tem a marca da covardia


Na discussão sobre o feminicídio que tem levado muitas vidas inocentes a morte, o
vereador Ayrton Araújo, líder da bancada do PT na Câmara Municipal de Campo
Grande se posicionou de forma indignada com os “homens covardes” que atacam,
batem, judiam e matam mulheres inocentes, não deveria existir. Para estes assassinos, as
penas deveriam ser mais rígidas para que eles possam permanecer muito mais tempo
trancafiados na cadeia, sem direito a benefício algum.

O feminicídio é o homicídio praticado contra a mulher em decorrência do fato de ela
ser mulher (misoginia e menosprezo pela condição feminina ou discriminação de
gênero, fatores que também podem envolver violência sexual) ou em decorrência de
violência doméstica. A lei 13.104/15, mais conhecida como Lei do Feminicídio, alterou
o Código Penal brasileiro, incluindo como qualificador do crime de homicídio o
feminicídio que aumenta significativamente o quantitativo da pena.”

O vereador contou que há poucos dias foi a um velório onde o marido havia matado a
mulher com dois tiros de arma pesada, o fato teria ocorrido na frente dos filhos.” Foi um
velório de muita comoção, haja vista que, além da perda de uma vida inocente, destruiu
os sonhos de toda a família que certamente almejava viver bem e feliz”, desabafou o
parlamentar.




Deixe seu comentário