Campo Grande, 19/04/2024 13:56

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 04 mar, 2024

Senador Nelsinho Trad defende duplicação da BR-262 para salvar vidas


 O senador Nelsinho Trad (PSD-MS) volta a defender com urgência, no Senado Federal, a duplicação da BR-262, conhecida como “Rodovia da Morte” devido ao seu alto índice de acidentes fatais e atropelamentos de animais. Em pronunciamento recente no Plenário, o parlamentar destacou a importância crítica desta rodovia, que se estende por 780 km, conectando a fronteira do Brasil com a Bolívia à divisa com São Paulo, passando pela capital Campo Grande, para a segurança pública e o desenvolvimento econômico de Mato Grosso do Sul. “Apenas no trecho que liga Campo Grande a Corumbá, a Polícia Rodoviária Federal estima tráfego diário de quase quatro mil veículos, em uma rodovia que não tem segurança, está deteriorada e precisa urgentemente de sua duplicação,” afirmou o senador Nelsinho Trad.

Em 2023, só neste trecho, foram registrados 341 acidentes, que resultaram em centenas de feridos e 31 mortos. “São vidas ceifadas que poderiam, com essa duplicação, terem sido preservadas,” lamentou o senador.

A rodovia também é ponto de mortalidade significativo para a fauna local, com o registro de inúmeros atropelamentos de animais como a onça-pintada, símbolo da região do Pantanal. “Chega de mortes. Precisamos dar um basta nessa aflitiva rotina e iniciar um novo capítulo na história da BR-262,” ressaltou Trad.

O senador enfatizou ainda a importância estratégica da BR-262 para o desenvolvimento econômico do Estado. A proximidade da rodovia com grandes empreendimentos, a exemplo da fábrica de celulose de Ribas do Rio Pardo, que deve gerar milhares de empregos e promete ser um polo de desenvolvimento econômico e industrial para Mato Grosso do Sul, sublinha a necessidade de uma infraestrutura rodoviária adequada para suportar o crescente fluxo de veículos pesados.

O parlamentar argumenta que a duplicação da BR-262 não só salvaria vidas e preservaria a rica biodiversidade da região, mas impulsionaria significativamente a economia local também, ao facilitar o transporte de produtos agrícolas e industriais e promover o turismo no Pantanal e outras belezas naturais do estado.

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul já sinalizou a intenção de avançar com a duplicação e que pretende enviar um projeto ao governo federal no próximo mês de maio, com esperanças de iniciar as obras no segundo semestre de 2024. O plano, estimado em R$ 5 bilhões de investimentos, visa a resolver os problemas da população de Mato Grosso do Sul, conforme destacado pelo governador Eduardo Riedel.

“Delegando a responsabilidade da rodovia ao Governo de MS ou intervindo diretamente, a União precisa agir,” concluiu o senador Nelsinho Trad, enfatizando a importância de uma ação coordenada para tirar esse projeto do papel e acelerar o futuro promissor do Mato Grosso do Sul.




Deixe seu comentário