Campo Grande, 21/06/2024 01:38

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Política

Política • 03 jan, 2024

Governo investe R$ 113,3 milhões em obras na área de saúde em 28 municípios


Ao todo, 28 municípios contam com obras de reforma, ampliação e construção seja em unidades hospitalares, unidades básicas de saúde

 

O Governo do Estado, por meio de uma gestão municipalista, executa junto ao setor Saúde projetos arrojados que visam melhorar o atendimento de toda população sul-mato-grossense por meio do fortalecimento das estruturas das unidades de saúde.

Ao todo, 28 municípios contam com obras de reforma, ampliação e construção seja em unidades hospitalares, unidades básicas de saúde ou centro de especialidades médicas, cuja as obras recebem recursos estaduais que chegam a R$ 113,3 milhões em investimentos.

Para o secretário de Estado de Saúde, Maurício Simões, essas obras são estratégicas para a Saúde do Estado. “Isto mostra que o Governo do Estado está investimento na saúde, principalmente, nos municípios, justamente para fortalecer as estruturas físicas de cada unidade hospitalar o que para nós é de extrema importância ainda mais para atender a toda população destas regiões”.

Dentro do cronograma da saúde estão em andamento obras em 19 hospitais do Estado, sendo nos municípios de Amambai, Anastácio, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Bodoquena, Bonito, Caarapó, Coronel Sapucaia, Dourados, Guia Lopes da Laguna, Jardim, Miranda, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Paranaíba, Porto Murtinho, Rio Brilhante, Camapuã e Campo Grande. O que totaliza quase R$ 84 milhões em investimentos estaduais nestes municípios.

Há ainda a reforma, ampliação e a construção de sete unidades de Centro de Especialidades nos municípios de Aquidauana, Corumbá, Coxim (Centro de Hemodiálise), Dourados (Associação de Pais e Amigos) e Jardim. O investimento chega a R$ 16,7 milhões em recursos estaduais aplicados.

Outro ponto importante é a reforma, ampliação e construção de oito unidades básicas de saúde previstas para os municípios de Dois Irmãos do Buriti (Indígena), Iguatemi (Duas unidades), Jaraguari (Quilombolas), Jateí, Nova Alvorada do Sul, Sonora e Terenos. O investimento destinado a estas regiões chaga a R$ 12,6 milhões em recursos estaduais.

Fortalecimento da regionalização da saúde

Quanto à regionalização da saúde, a secretária-adjunta Crhistinne Maymone explica que o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, elaborou o Plano de Atenção Hospitalar Estadual de Unidades Próprias, em que busca fortalecer a regionalização da saúde por meio dos serviços de média e alta complexidade dentro das regiões de saúde do Estado.

“Para nós, o conceito de regionalização da saúde está no fortalecimento da rede hospitalar do Estado de Mato Grosso do Sul. Por isso, publicamos a Resolução nº 139/SES/MS, em que incorporamos o Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande; Hospital da Costa Leste Magid Thomé, em Três Lagoas; Hospital Regional de Cirurgias da Grande Dourados; e o Hospital Regional Dr. José de Simone Netto, em Ponta Porã, dentro do Plano de Atenção Hospitalar Estadual”, desta a secretária-adjunta.

“E vamos inserir outras unidades como a Maternidade, Centro de Parto Normal e Casa de Apoio, que será implantada em Campo Grande; Hospital Regional de Dourados, a ser implantado em Dourados; Hospital Regional de Coxim e o Hospital do Pantanal, a ser implantado no Município de Corumbá. Estamos construindo todas essas ações com objetivo de melhorar os serviços em nosso Estado”, detalha Crhistinne.

Assim, é a saúde da população sul-mato-grossense recebendo obras de infraestrutura por meio de uma gestão municipalista, bem como, no fortalecimento dos serviços de saúde via a regionalização da saúde, com objetivo de atender cada vez mais munícipes de todo Mato Grosso do Sul.




Deixe seu comentário