Campo Grande, 11 de agosto de 2020

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Campo Grande

Campo Grande • 28 ago, 2018

Reinaldo terá quase metade das propagandas ao longo do dia na TV


Propagandas serão veiculadas ao longo da programação. Distribuição é feita pela Justiça Eleitoral.

Reinaldo Azambuja ( no centro), ao lado de Murilo Zauith e Nelsinho Trad (à direita) e Marcelo Miglioli e Marquinhos Trad (á esquerda), durante convenção (Foto: Arquivo)
 O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) terá quase metade das propagandas ao longo do dia na televisão e rádio, em relação aos seus adversários eleição. O tucano vai dispor de 12 das 28 inserções para o governo, que são veiculadas ao longo da programação, começando pelo dia 31 de agosto e seguindo até 04 de outubro, no primeiro turno.

Reinaldo terá durante todo o primeiro turno 418 propagandas, que são veiculadas ao longo das programação de rádio e televisão. Isto corresponde a 209 minutos e 19 segundos, tendo por dia 05 minutos e 58 segundos. Esta mídia aparece durante os intervalos dos programas, fora do horário eleitoral. Elas terão duração de 30 segundos ou 1 minuto.

 As equipes que produzem este material destacam que se trata da “mensagem direta” ou uma resposta ao eleitor, e consegue atingir aqueles que não se interessam em assistir o programa eleitoral, que tem horário definido para ser transmitido. As inserções podem aparecer das 4 da manhã até às 23 horas (horário de MS).

Junior Mochi (MDB) é o segundo com mais propagandas ao longo dia, com 06 inserções diárias, que corresponde a 3 minutos e 16 segundos. Ao total terá 229 (inserções), somando 114 minutos e 32 segundos. Já Humberto Amaducci (PT) terá quatro (propagandas) diárias, que juntas chegam a 2 minutos e 08 segundos, ao todo 149 até 04 de outubro.

Odilon de Oliveira (PDT) vai dispor de 03 (inserções) diárias, que chegam a 01 min e 28 segundos, tendo no final do certame 103, o que corresponde a 51 minutos e 41 segundos. O espaço será ainda menor para Marcelo Bluma (PV), que vai contar com 02 propagandas diárias e 54 ao todo (26 minutos e 32 segundos), enquanto que João Alfredo (PSOL) terá apenas uma por dia e 27 até a eleição (13 minutos).

Divisão – As inserções serão veiculadas em três períodos, seguindo das 4h da manhã até às 23h, tendo como ordem os candidatos a deputado estadual, governador, senador e deputado federal. Neste plano de mídia feito pelo TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), vão ser incluídas as propagandas para presidente da República.

Para definição das propagandas, seguem os critérios usados para o programa eleitoral, ou seja, 90% são divididos pelo número de representantes na Câmara Federal, somando os partidos que fazem parte das coligações, assim como 10% distribuídos de forma igualitária pelas legendas.

Leonardo Rocha 

Fonte – Campo Grande news




Deixe seu comentário