Campo Grande, 19 de outubro de 2018

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Cidades

Cidades • 28 jul, 2018

Bonito: show de Teló e Amambai emociona


Cantor se apresentou durante o 19º Festival de Bonito na quinta-feira (26). (

Cantor se apresentou durante o 19º Festival de Bonito na quinta-feira (26). ( – Divulgação FIB 2018

Apesar de ser sul-mato-grossense de coração, Michel Teló foi a primeira atração nacional na 19° edição do Festival de Inverno de Bonito. Esbanjando carisma e emoção, ele subiu ao palco na noite de abertura, nesta quinta-feira (26), cantou hits de sua carreira solo, resgatou as raízes sertanejas, relembrou tempos do Grupo Tradição e cantou junto com o veterano Amambay.

Antes de o show começar, Teló recebeu a imprensa no camarim do festival e confessou que tocar em Mato Grosso do Sul “dá um nervosinho”. Mas também afirmou que é orgulho enorme sempre que toca aqui.

Em coletiva de imprensa, o cantor disse estar feliz por se apresentar pela primeira vez no Festival de Inverno de Bonito. Também ressaltou que era a primeira vez que participava do Festival e que nunca tinha ido, nem como público.

O cantor paranaense começou o show intitulado “Bem Sertanejo” pontualmente às 21h com público de aproximadamente 10 mil pessoas. O nome do show surgiu do quadro do Fantástico de mesmo nome e apresentado por Michel Teló no ano passado.

Durante toda apresentação, o foco foi resgatar o sertanejo raiz com os clássicos da música. Para isso, o cantor chamou ao palco ninguém mais ninguém menos que Amambay, ícone do sertanejo sul-mato-grossense e conhecido por ser dupla de Amabaí, falecido em abril deste ano.

Amambay, felicíssimo, agradeceu Teló por levar o nome do Estado para o holofote nacional e depois se juntou ao cantor em um belo dueto da música “A Sul-mato-grossense”, além de outras músicas clássicas.

Depois, o cantor fez questão de relembrar as próprias raízes ao reinterpretar as canções do Grupo Tradição, do qual fazia parte antes de se lançar na carreira solo. O cantor até voltou a tocar a sanfona durante o show ao cantar a música “barquinho”.

Para finalizar, chamou o pai Aldo e a mãe Nina ao palco para fazer uma bela homenagem.

Fonte – A Crítica




Deixe seu comentário