Campo Grande, 17/01/2022

Blog do Manoel Afonso

Opinião e atitude no Mato Grosso do Sul

Brasil

Brasil • 23 set, 2018

Câmara federa: confira a pesquisa


A briga pelas oito vagas para a Câmara dos Deputados vem oferecendo para o eleitor uma das disputas mais acirradas da história de Mato Grosso do Sul.

A pesquisa ouviu 1.200 eleitores, entre os dias 17 e 20 de setembro. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2,83 pontos, para mais ou para menos. A consulta está registrada na Justiça Eleitoral com os números MS-04036/2018 e BR-08894/2018. ​

Caso as eleições fossem hoje, e de acordo com a Ranking Comunicações e Pesquisas,  metade das cadeiras estaria praticamente assegurada para Rose Modesto (PSDB), com 5,66% das intenções de voto; Fábio Trad (PSD), com 5,16%; Odilon Júnior (PDT), com 2,33%; e Beto Pereira (PSDB), com 2,25%.

As outras quatro vagas seriam disputadas por oito postulantes: Alcides Bernal (PP), com 1,91%; Geraldo Resende (PSDB), 1,5%; Wilton Acosta (PRB), 1,41%; Tereza Cristina (DEM),1,33%; Vander Loubet (PT),1,16%; George Takimoto (MDB) e Dagoberto Nogueira (PDT), 0,75% cada. Desse grupo de 10 candidatos, cinco já são deputados federais e tentam a reeleição: Fábio, Resende, Tereza, Vander e Dagoberto.

Esta é uma avaliação baseada em números de pesquisas divulgadas até hoje. No entanto, diante da pulverização de candidaturas e votos, é perfeitamente lógico tecer outras análises e incluir mais candidatos no grupo dos que têm chances reais de eleição. Assim, entram na conta dessa possibilidade os concorrentes com pontuações mais expressivas. Com 0,66% estão Alexandre Rezende e Tio Trutis. Na casa ds 0,58% Bia Cavassa e Eliseu Dionísio, este candidato à reeleição.

Com 0,50% aparecem Carla Stephannini, Samuel Messias e Eduardo; com 0,41% Jaime Teixeira e Wilson Sami; com 0,33% Luiz Ovando, Renê Venâncio, Andréia Olarte, Marcos Silva e Tatão. Em seguida parecem as candidaturas  de 0,25% para menos nas citações. Os brancos, nulos e indecis os são 62,90%.

A Ranking coletou os dados nos seguintes municípios; Campo Grande, Sidrolândia, Maracaju, Dourados, Ponta Porã, Amambaí, Caarapó, Naviraí, Ivinhema, Nova Andradina, Rio Brilhante, Corumbá, Miranda, Aquidauana, Anastácio, São Gabriel do Oeste, Coxim, Paranaíba, Aparecida do Tabuado e Três Lagoas.

Edson Moraes – Diário da Mídia




Deixe seu comentário